Inscreva-se já.

Este documento atualiza as estratégias para prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica em Hospitais com centro de tratamento intensivo, publicados em 2014. Nesta parte continuamos a abordagem em pacientes pediátricos:

  • Antibióticos e probióticos
  • Clorexidina oral
  • Descontaminação seletiva
  • Tubos endotraqueais
  • Sistema de aspiração

Abordagens que geralmente não são recomendadas para prevenção de PAV e VAE em pacientes pediátricos

As seguintes intervenções têm impacto desconhecido nas taxas de PAV e outras adversidades associadas à ventilação mecânica em populações pediátricas e/ou possuem dados inadequados sobre riscos.

Terapia antimicrobiana sistêmica prolongada para traqueíte associada à ventilação mecânica (Qualidade de Evidência: BAIXA)

Um estudo retrospectivo descobriu que antibióticos para tratamento da traqueíte associado à ventilação, ocasionou um aumento na taxa de PAV, e aumento na prevalência de organismos multirresistentes. Quando e por quanto tempo deve-se tratar a traqueíte associada à ventilação mecânica para prevenir a PAV em crianças permanece sem solução.

Descontaminação seletiva da orofaringe ou digestiva (Qualidade da Evidência: BAIXA)

Em uma metanálise de 4 estudos randomizados em crianças criticamente doentes publicados entre 1991 e 2001 relataram que a descontaminação digestiva seletiva usando uma combinação de antibióticos orais e parenterais pode estar associada a uma diminuição nas taxas de pneumonia, mas nenhuma mudança na mortalidade. Os ensaios foram pequenos e o impacto a longo prazo na resistência aos antibióticos foi não avaliado.

Probióticos profiláticos (Qualidade da Evidência: BAIXA)

Os probióticos devem ser considerados com cautela devido a escassez de dados sobre o impacto em crianças, falta de benefício claro em adultos e relatos de casos de bacteremia por Lactobacillus associada à terapia probiótica em pacientes pediátricos, incluindo aqueles não imunocomprometido.

Sem impacto nas taxas de PAV para pacientes pediátricos

Essas intervenções podem ser indicadas por outros motivos que não a profilaxia da PAV.

Cuidados bucais com clorexidina (Qualidade de Evidência: MODERADA)

A clorexidina parece ser segura para o desenvolvimento de dentes, mas ensaios clínicos controlados randomizados não encontraram diferença nas taxas de PAV, tempo de internação ou mortalidade em bebês e crianças.

Profilaxia da úlcera por estresse (Qualidade da Evidência: BAIXA)

Dois pequenos estudos não encontraram impacto nas taxas de PAV. Um estudo de coorte multicêntrico maior e uma metanálise relataram que medicamentos supressores de ácido estavam associados com taxas de VAP mais altas.

Redução nas taxas de PAV, mas sem impacto na duração da ventilação mecânica, tempo de permanência ou mortalidade. 

Tubos endotraqueais revestidos de prata (Qualidade da Evidência: BAIXA)

Esses tubos não foram estudados em crianças e só são viáveis ​​para crianças com idade ≥10 anos, pois o menor tamanho disponível é 6,0.

Não existe recomendação do emprego

Essas intervenções têm dados limitados de estudos pediátricos, nenhum impacto nas taxas de PAV ou resultados em adultos e impacto pouco claro nos custos.

Aspiração com sistema fechado (Qualidade da Evidência: BAIXA)

A aspiração com sistema fechado pode estar associada a menor variação na diminuição na oxigenação e aumentos na frequência cardíaca e pressão arterial em comparação com a aspiração aberta, esses achados não estão claros.

Um estudo observacional de aspiração aberta versus fechada em crianças não encontrou nenhuma diferença nas taxas de PAV, tempo de internação ou mortalidade, mas a significância desses achados não é claro, dada a falta de cegamento e randomização. 

Parte anterior: https://www.ccih.med.br/prevencao-de-pneumonia-hospitalar-guia-shea-2022-parte-9/

Próxima parte: https://www.ccih.med.br/prevencao-de-pneumonia-hospitalar-guia-shea-2022-parte-11/

Fonte: Klompas M, Branson R, Cawcutt K, Crist M, Eichenwald EC, Greene LR, Lee G, Maragakis LL, Powell K, Priebe GP, Speck K, Yokoe DS, Berenholtz SM. Strategies to prevent ventilator-associated pneumonia, ventilator-associated events, and nonventilator hospital-acquired pneumonia in acute-care hospitals: 2022 Update. Infect Control Hosp Epidemiol. 2022 Jun;43(6):687-713

Link: https://www.cambridge.org/core/journals/infection-control-and-hospital-epidemiology/article/strategies-to-prevent-ventilatorassociated-pneumonia-ventilatorassociated-events-and-nonventilator-hospitalacquired-pneumonia-in-acutecare-hospitals-2022-update/A2124BA9B088027AE30BE46C28887084

Links relacionados:

https://shea-online.org/wp-content/uploads/2022/02/2022-Handbook-Update-Approved-Posted.pdf

https://www.cambridge.org/core/services/aop-cambridge-core/content/view/8E1C86D874AB23D1D5D8A4BBD86E6C3E/S0899823X0019378Xa.pdf/introduction-to-a-compendium-of-strategies-to-prevent-healthcare-associated-infections-in-acute-care-hospitals-2014-updates.pdf

https://www.ajicjournal.org/article/S0196-6553(20)30124-3/fulltext

https://www.ccih.med.br/como-e-por-que-controlar-as-infeccoes-hospitalares/

https://www.ccih.med.br/prevencao-de-pav/

https://www.ccih.med.br/pneumonia-hospitalar/

https://www.ccih.med.br/oms-competencias-essenciais-para-profissionais-de-prevencao-e-controle-de-infeccao-volume-3/

https://www.ccih.med.br/prevencao-de-pneumonia-hospitalar-nao-associada-a-ventilacao-mecanica/

Sinopse por: Thalita Gomes do Carmo

https://www.instagram.com/profa.thalita_carmo/

TAGs: Pneumonia, PAV, ventilação mecânica, antibióticos, probióticos, colrexidina oral, tubos endotraqueais, sistema de aspiração, úlcera de estresse



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express