Objetivo: Relatar a experiência da contribuição do processo de certificação NBR ISO 9001:2008 para o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar, em um hospital de médio porte da Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Métodos: Trata-se de um estudo descritivo, tipo relato de experiência elaborado no contexto de um hospital de médio porte que integra a região metropolitana de Belo Horizonte do estado de Minas Gerais que passou por uma certificação da norma NBR ISO 9001:2008 no ano de 2017.

Resultados: O cenário estudado foi submetido a melhorias em junho de 2016 quando almejando a certificação ISO 9001/2008 ocorreu a contratação de uma nova enfermeira com carga horaria de 06 horas dedicadas ao setor, neste novo modelo de gestão foram realizadas melhorias buscando atender todas as normas vigentes de acordo com as legislações aplicáveis ao controle de infecção abrangendo todas as áreas do hospital.

Conclusão: Foi visto que o processo de implantação da ISO 9001:2008 na instituição contribuiu de forma significativa para a melhoria dos processos do Serviço de Controle de Infecção do hospital, uma vez que foi verificado a necessidade de adequar e implementar processos no setor de acordo com as normas e legislações vigentes.

A CCIH obteve como benefícios a elaboração de carta selada (retorno aos cirurgiões dos procedimentos realizados na instituição) que contribuiu para o desenvolvimento de ações de prevenção de infecção de sítio cirúrgico. Houve a padronização de antibioticoterapia e antibioticoprofilaxia com acompanhamento diário do serviço para verificação do cumprimento desta rotina, a implantação de check list de prevenção de infecção nos setores para realização de auditorias para averiguar se os procedimentos relacionados a prevenção de infecção hospitalar estavam sendo executados o que também permitiu a elaboração de planos de ações para aprimorar os processos relacionados ao controle de infecção nos setores.

Outro fator importante nesse processo foi a adequação do quadro de colaboradores do setor que permitiu que as atividades desenvolvidas fossem realmente executadas o que resultou na melhoria da assistência ao paciente e diminuição dos custos hospitalares com tratamento de infecções. Diante disso, foi visto que o desafio da CCIH da instituição foi a resistência cultural dos colaboradores em adaptar aos novos procedimentos implantados, principalmente a equipe médica o que demandou tempo e atenção do setor, porém a persistência em demonstrar os resultados obtidos a partir da padronização dos processos foi primordial para aceitação dos mesmos em contribuir na elaboração e execução desses procedimentos. Como trabalho futuro para o setor se destaca a continuidade dos processos implantados para o desenvolvimento de melhoria contínuas com a utilização dos indicadores de desempenho para suporte a tomada de decisão. Além disso, é visto a necessidade de capacitação contínua da equipe assistencial de forma constante para preparar os mesmos no cumprimento das medidas de prevenção de infecção hospitalar que acarreta a qualidade na assistência e a segurança do paciente.

 

Autoras: MARCELA DOS SANTOS ROCHA & NAYARA CRISTINA MENDONÇA

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.