O enfermeiro tem um papel primordial na identificação precoce de evolução para sepse, antecipando a aplicação do protocolo desta doença.

Objetivo: analisar a produção bibliográfica científica sobre o papel do enfermeiro na sepse.

Metodologia: estudo de revisão bibliográfica, do tipo exploratório e retrospectivo. Foram selecionados estudos da literatura nacional compreendidos no período de 06 anos (2012 a 2018).

Resultados: Foram avaliados 14 estudos que abordavam o tema e objetivos propostos. Destes, 57,14% dos artigos foram realizados na região Sudeste. Os resultados revelaram que a enfermagem possui papel primordial durante a identificação precoce e atendimento do paciente séptico, fazendo emergir cuidados intensivos de enfermagem que se alinham com as ações da Campanha de Sobrevivência à Sepse.

Conclusão: Assim sendo, a enfermagem possui papel fundamental, no quesito de conhecimento e de identificação dos sinais e sintomas da sepse, não somente para diagnóstico de risco de infecção, mas sim, para propostas terapêuticas de enfermagem perante este quadro grave, complexo e de amplas manifestações.

 

Autoras: Natália Valéria da Cruz & Tatiana Aparecida da Cruz