Inscreva-se já.

Promover a conscientização sobre a resistência microbiana, mobilizar a sociedade em torno do tema e estimular o uso responsável de medicamentos antimicrobianos. Esses são alguns dos objetivos da Semana Mundial de Conscientização sobre o Uso de Antimicrobianos, comemorada entre os dias 18 e 24 de novembro. Em 2021, o slogan da campanha é “Antimicrobianos: use com cuidado”. Já o tema escolhido para a mobilização é “Dissemine a conscientização, pare a resistência microbiana!!”.

A iniciativa global é coordenada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) e pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE).

O objetivo é mobilizar formuladores de políticas, serviços e profissionais de saúde e o público em geral em relação ao tema, promovendo o reconhecimento do problema e a conscientização sobre a resistência microbiana aos antimicrobianos. Todos os anos, a Anvisa apoia a iniciativa, integrando os esforços de mobilização e de divulgação de informações sobre o assunto.

Para marcar a semana, as instituições envolvidas na mobilização são convidadas a colorir de azul-claro edifícios ou marcos das cidades para chamar a atenção para a Semana Mundial de Conscientização sobre o Uso de Antimicrobianos.

Os participantes também são incentivados a divulgar o que é resistência microbiana, a compartilhar histórias sobre suas consequências e a demonstrar como as ações de indivíduos, de famílias, de profissionais de diversas áreas, de instituições e de comunidades podem ajudar a combater a disseminação da resistência microbiana e incentivar a mudança de comportamento em relação ao uso de antimicrobianos.

O Plano de Ação Nacional de Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos no Âmbito da Saúde Única do Ministério da Saúde, para o período de 2018 a 2022, foi concebido utilizando a abordagem “Saúde Única”. A Anvisa, como coordenadora do Programa Nacional de Prevenção e Controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (PNPCIRAS) desde 1999, também elaborou o Plano Nacional para a Prevenção e o Controle da Resistência Microbiana nos Serviços de Saúde, com ações direcionadas para esses serviços.

Há mais de 10 anos, a Agência monitora as notificações dos indicadores nacionais de infecções relacionadas à assistência à saúde (Iras) e à resistência microbiana em serviços de saúde, incluindo a notificação de consumo de antimicrobianos em unidades de terapia intensiva (UTIs) adulto. Os dados do monitoramento são usados para definir ações para melhorar a segurança dos pacientes e a qualidade dos serviços de saúde.

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/resistencia-microbiana-preocupa-autoridades-de-saude

Editado por Laura Czekster Antochevis

Contatos: [email protected]  ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH, CME e EQS