Inscreva-se já.

Os Departamentos de Saúde Pública da Califórnia e de São Francisco confirmaram que um caso recente de COVID-19 entre um indivíduo na Califórnia foi causado pela variante Omicron (B.1.1.529). O indivíduo era um viajante que retornou da África do Sul em 22 de novembro de 2021. O indivíduo apresentou sintomas leves que estão melhorando, está em quarentena e desde então tem testado positivo. Todos os contatos próximos foram contatados e tiveram resultado negativo.

O sequenciamento genômico foi conduzido na University of California, San Francisco e a sequência foi confirmada no CDC como sendo consistente com a variante Omicron. Este será o primeiro caso confirmado de COVID-19 causado pela variante Omicron detectada nos Estados Unidos.

Em 26 de novembro de 2021, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou uma nova variante, B.1.1.529, como uma Variante de Preocupação e a nomeou Omicron e em 30 de novembro de 2021, os Estados Unidos também a classificaram como uma Variante de Interesse. O CDC tem monitorado e se preparado ativamente para esta variante, e continuaremos a trabalhar diligentemente com outros parceiros da indústria e da saúde pública dos EUA e do mundo para aprender mais. Apesar da detecção de Omicron, Delta continua a ser a cepa predominante nos Estados Unidos.

O recente surgimento da variante Omicron (B.1.1.529) enfatiza ainda mais a importância da vacinação, reforços e estratégias gerais de prevenção necessárias para proteger contra COVID-19. Todos os maiores de 5 anos devem ser vacinados e os reforços são recomendados para todos os maiores de 18 anos

Para obter mais informações sobre a variante Omicron, visite https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/variants/index.html.

https://www.cdc.gov/media/releases/2021/s1201-omicron-variant.html

Elaborado por Laura Czekster Antochevis

Contatos: [email protected]  ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express