Assegurar uma Terapia Intravenosa segura em unidades coronarianas é um desafio permanente na rotina da enfermagem e pode influenciar fundamentalmente na melhora e sobrevida do paciente cardiopata. Surgiu assim, a seguinte indagação: quais os benefícios do cateter PICC na redução de infecção em pacientes cardiopatas internados em unidades coronarianas?

Para responder essa questão, o presente estudo objetivou caracterizar por meio da literatura, os benefícios decorrentes da terapia intravenosa com cateter PICC em pacientes cardiopatas no controle de infecções, tornando uma pesquisa oportuna por colaborar com a melhora da qualidade da assistência dos serviços de saúde das unidades coronarianas no que concerne em diminuir complicações e proporcionar maior segurança ao paciente.

Para isso, como procedimento metodológico, utilizou-se de pesquisa exploratória de natureza qualitativa, por meio de uma revisão bibliográfica. A pesquisa compreendeu o período de 2000 a 2014 e foi executada nos meses de novembro a dezembro de 2014. Com os descritores Terapia Intravenosa, cateter PICC e unidades coronarianas foram encontradas 28 publicações em envolvem o assunto, entretanto, foi selecionado 22 publicações para constituição do estudo.

Das 22 publicações utilizadas para o estudo nenhuma abordava especificamente o uso do cateter PICC na área cardiológica e somente sete das publicações abordavam um objetivo próximo ao tema e objetivo do presente estudo. Concluiu-se que, o principal benefício da utilização do cateter PICC em pacientes cardiopatas é seu baixo índice de infecção, evitando complicações como flebites químicas e mecânicas, proporcionando dessa forma maior segurança ao paciente.

 

Autora: Vanessa da Silva Motta Santiago

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.