NOTA DE ESCLARECIMENTO

Prezados alunos, não podemos ser displicentes e nem espalhar pânico com medidas desnecessárias dadas a realidade epidemiológica desta pandemia do novo coronavírus. A realidade pode ser facilmente acessada nos informativos da OMS e do Ministério da Saúde, que são diariamente atualizados e podem ser acessados a partir do nosso site.

Link: http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

Resumidamente, observamos o seguinte. Na China, que foi o epicentro e origem dessa pandemia, foram notificados até o dia 11/03 um total de 80.955 casos e no dia 10/03, 31 casos novos. Este número chegou a 3.893 casos novos no dia 05/02. Então, a transmissão está sendo controlada efetivamente. A população da China, segundo dados oficiais, é de 1 bilhão e 379 milhões de pessoas, o que dá uma taxa de ataque de 0,0059% até o momento, no qual aparentemente a transmissão reduziu mais de mil vezes em relação ao pico. O problema é que esta doença se tornou uma pandemia e atualmente, o país com mais casos diários é a Itália, com o qual temos um grande intercâmbio, e foram confirmados 977 casos novos no último dia, seguida pelo Irã com 881 casos. No Brasil temos um total de 52 casos confirmados e foi constatada a transmissão local apenas em São Paulo, Brasília e na Bahia.

Estes dados pedem que tenhamos cautela e vocês sabem que prevenção de transmissão de doenças é o principal foco do nosso curso, que mais do que nunca se torna essencial para a segurança da própria humanidade. Pelo ocorrido na China, a transmissão desta doença pode ser reduzida, mas não negligenciada, é o que se espera que ocorra com a Itália e o Irã. Assim, não cogitamos suspender nossas atividades, apenas utilizar como recursos adicionais as plataformas digitais, que já foram criadas há mais de 10 anos, para gravação de aulas e mais recentemente pela transmissão on-line de debates científicos no programa superação.

Com base nessa racionalidade decidimos dar as seguintes orientações adicionais para nossos alunos dos cursos de CCIH e CME:

  1. Alunos que tiverem quaisquer sintomas que possam estar vinculados com os apresentados nas definições oficiais de caso (pessoa que apresente febre e pelo menos um dos sinais ou sintomas respiratórios (tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal ou conjuntival, dificuldade para deglutir, dor de garganta, coriza, saturação de O2 < 95%, sinais de cianose, batimento de asa de nariz, tiragem intercostal e dispneia), não devem frequentar as aulas, independente de histórico de viagens. Esta recomendação também é válida para alunos que familiares ou contatos íntimos apresentem os mesmos sintomas e não tenha sido excluído o diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus.
  2. Alunos que ficarem de plantão, mesmo à distância na sua instituição de origem para organizarem as ações contra esta pandemia também poderão utilizar este esquema de reposição, desde que informem a coordenação do curso. Outros casos também poderão ser encaminhados à coordenação para análise individualizada.
  3. Nos locais onde as autoridades suspenderem aglomerações de pessoas, as aulas presenciais estarão automaticamente suspensas.
  4. Já temos disponíveis as aulas gravadas para reposição on-line. Estamos providenciando melhoramentos em nossa plataforma. Também vamos fazer um cronograma para as discussões com os professores destas aulas, sendo necessário que previamente os alunos assistam as aulas indicadas.
  5. Nesta reposição excepcionalmente os alunos não precisarão enviar um resumo do aprendizado, basta comunicar a coordenação do curso, pois o sistema registra essa atividade. Além disso, deverão participar ou assistir posteriormente a discussão das dúvidas com o professor da aula em programa SuperAção especial.
  6. Nossa equipe fica à disposição para esclarecimentos adicionais e orientações que forem necessárias.

 

CONTATOS:

Maria Olivia: (11) 94246-6244
Antonio Tadeu: (11) 94445-1950
Vanessa: (83) 9891-0185


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.