Inscreva-se já.

Objetivo é identificar e controlar rapidamente surtos de doenças com sério impacto na saúde pública

Em um alerta epidemiológico sobre “Eventos de saúde pública pós-enchentes no contexto da pandemia de COVID-19”, a OPAS observou que fortes chuvas já causaram graves enchentes na Colômbia, Brasil, Peru, Equador e República Dominicana e podem continuar até março devido ao fenômeno climático La Niña. Isso também pode sobrecarregar os sistemas de saúde já excessivamente sobrecarregados devido à COVID-19.

Enchentes e deslizamentos de terra podem causar interrupções nos sistemas de abastecimento de água e esgoto, contaminação de plantações e alimentos e deslocamento de populações para abrigos improvisados, onde estão expostas a superlotação, falta de saneamento e outros fatores de risco, informa o alerta da OPAS. As medidas de prevenção e controle de infecções são críticas nesses abrigos para reduzir a probabilidade de COVID-19 e outros surtos.

Entre os eventos de saúde comuns após enchentes e deslizamentos de terra estão doenças diarreicas agudas e infecções por leptospirose por causa da exposição à água contaminada. O tratamento precoce e adequado dessas doenças pode salvar vidas.

https://www.paho.org/pt/noticias/24-2-2022-opas-pede-reforco-na-vigilancia-doencas-apos-enchentes-em-paises-das-americas

https://www.paho.org/en/documents/epidemiological-alert-post-flood-public-health-events-context-covid-19-pandemic-10

Editado por Laura Czekster Antochevis

Contatos: [email protected]  ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express