Inscreva-se já.

Se você teve uma reação alérgica grave a uma vacina COVID-19

Se você teve uma reação alérgica grave – também conhecida como anafilaxia – depois de receber uma injeção de uma vacina de mRNA COVID-19 (Pfizer-BioNTech ou Moderna), o CDC recomenda que você não tome outra injeção dessa vacina.

Uma reação alérgica grave pode causar taquicardia, dificuldade para respirar, inchaço da garganta ou erupção cutânea generalizada ou urticária. Uma pessoa com uma reação alérgica grave precisa ser tratada com epinefrina e deve ir para o hospital.

Se você teve uma reação alérgica não grave a uma vacina COVID-19

Se você teve uma reação alérgica imediata após receber uma injeção de uma vacina de mRNA COVID-19 (Pfizer-BioNTech ou Moderna) da vacina COVID-19, você não deve receber outra injeção dessa vacina, mesmo que sua reação alérgica não tenha sido suficientemente grave para exigir atendimento de emergência.

Uma reação alérgica imediata ocorre dentro de 4 horas após a vacinação e pode incluir sintomas como urticária, inchaço e respiração ofegante (dificuldade respiratória). Seu médico pode encaminhá-lo a um especialista em alergias e imunologia para fornecer mais cuidados ou aconselhamento.

Se você teve uma erupção na pele quando recebeu uma vacina COVID-19

Se você teve uma erupção na pele vermelha, com coceira, inchada ou dolorida onde aplicou uma injeção de COVID-19, você ainda deve receber outra injeção no intervalo recomendado se uma segunda injeção adicional ou de reforço for recomendada. Essas erupções podem começar em alguns dias e até mais de uma semana após a primeira injeção e às vezes são muito grandes. Essas erupções também são conhecidas como “braço COVID”. Informe ao seu provedor de vacinas que você teve erupção na pele ou “braço COVID” após a primeira injeção. Seu provedor de vacinação pode recomendar que você aplique a segunda injeção no braço oposto.

Se a erupção estiver coçando, você pode tomar um anti-histamínico. Se doer, você pode tomar um analgésico como paracetamol ou um antiinflamatório não esteroidal (AINE).

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/vaccines/safety/allergic-reaction.html

Editado por Laura Czekster Antochevis

Contatos: [email protected]  ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH, CME e EQS