Legislação (5)O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de Minas Gerais recebeu 7 notificações de casos de insuficiência renal aguda com alterações neurológicas de etiologia a esclarecer nos últimos 30 dias. A partir da análise inicial elaborou-se Nota técnica com orientações para notificação imediata dos casos preenchendo os seguintes critérios:  Indivíduos que a partir de primeiro de dezembro de 2019, iniciaram com sintomas gastrointestinais (náusea e/ou vomito e/ ou dor abdominal) associados a insuficiência renal aguda grave de evolução rápida (em até 72 horas), seguida de uma ou mais alterações neurológicas: paralisia facial, borramento visual, amaurose, alteração de sensório, paralisia descendente.

Este caso foi rapidamente resolvido pela perfeita interface entre as autoridades sanitárias e os hospitais, com participação importante do núcleo de vigilância epidemiológica, da CCIH e da vigilância sanitária do município, numa exemplar investigação epidemiológica deste surto. Na análise dos fatores predisponentes dos casos foi encontrado como ponto em comum os pacientes terem ingerido cerveja artesanal da marca “Belozirontina”, da qual foram colhidas duas amostras em pontos de comercialização e encontrada contaminação com dietilenoglicol. Mais uma vez comprovada a crucial importância da CCIH e sua integração com as autoridades sanitárias.

Nota redigida por: Laura Czekster Antochevis
Fonte: Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, 02/2020

 

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.