Inscreva-se já.

Corynebacterium striatum é uma bactéria Gram-positiva, não esporulante e colonizadora comensal da pele e das membranas mucosas. Os autores consideram que a infecção por C. striatum MDR tornou-se uma epidemia nacional da China e ressaltam que a pressão de seleção devido ao uso de antibióticos pode ter desempenhado papel significativo no processo de mutação e resistência 

Qual a justificativa do estudo?

Corynebacterium striatum é uma bactéria Gram-positiva, não esporulante e colonizadora comensal da pele e das membranas mucosas. Nos últimos anos, C. striatum foi reconhecido como um emergente patógeno multirresistente (Multi-Drug-Resistant – MDR), apresentando resistência a β-lactâmicos, aminoglicosídeos e fluoroquinolonas. Embora seja um patógeno oportunista, o isolamento de C. striatum MDR como único organismo em amostras respiratórias de pacientes hospitalizados está aumentando na China e o potencial de surto junto com o perfil de MDR enfatizam a necessidade de uma melhor compreensão das características genômicas e sua ameaça à saúde humana.

Qual o objetivo do estudo?

Elucidar a epidemiologia genômica e a evolução de C. straitum em diferentes regiões e possíveis relações inter-hospitalares de clones desse patógeno na China.

Qual metodologia foi empregada?

Foram incluídos pacientes com infecção respiratória cujo único isolado foi C. striatum e foram coletados 260 isolados entre 2016 e 2018 em 3 hospitais de diferentes regiões da China (dois localizados no norte do país e um no sul).

Todos os isolados foram submetidos a testes de sensibilidade a antibióticos. Foram testados os seguintes agentes: gentamicina, penicilina, meropenem, cefotaxima, eritromicina, clindamicina, tetraciclina, doxiciclina, linezolida, rifampicina, ciprofloxacina e vancomicina.

Também foi realizado o sequenciamento completo de genoma com o intuito de avaliar a diversidade genômica, relações existentes e detectar a presença de genes e cassetes de resistência antimicrobiana (Antimicrobial Resistance Gene – ARG). Foram identificados polimorfismos de nucleotídeo único (Single Nucleotide Polimorfisms – SNP) e realizadas análises filogenéticas.

Quais os principais resultados?

Foram analisados 260 isolados, dos quais 96.2% (n=250) apresentaram perfil de MDR (i.e. não-susceptibilidade, a pelo menos um agente em 3 ou mais categorias de antimicrobianos). Todos os isolados foram identificados como suscetíveis a vancomicina e linezolida; enquanto a resistência a outros antibióticos vários de 11.4% a 97.1%

O sequenciamento do genoma revelou quatro linhagens principais:

– linhagem I: 4 isolados com 182 SNP (encontrada exclusivamente no hospital de Beijing)

– linhagem II: 12 isolados com 266 SNP (encontrada nos hospitais de Beijing e Guangdong)

– linhagem III: 27 isolados com 81 SNP (encontrada nos hospitais de Beijing e Hebei)

– linhagem IV: 217 isolados com 27 SNP (encontrada nos hospitais de Beijing, Hebei e Guangdong – linhagem epidêmica)

A análise BEAST (Bayesian Evolutionary Analysis Sampling Trees) demonstrou que todas as linhagens surgiram há mais de 10 anos, sendo que o ancestral comum mais recente existiu na década de 1980 e que a maioria da diversidade entre linhagens foi desenvolvida nos últimos 6 anos.

Os dados de cada hospital indicaram que cada estrutura tem seus clones predominantes e foi identificado potencial de disseminação entre os hospitais de Hebei e Guangdong. Os pesquisadores realizaram uma comparação também com isolados globais – provenientes do Brasil, EUA e origens geográficas desconhecidas – que identificou as linhagens presentes no Brasil e nos EUA como pertencentes a linhagem epidêmica.

A análise genômica identificou genes de MDR em todas as linhagens, sendo o mais comum ermX (gene de resistência a eritromicina e clindamicina). A linhagem IV foi a mais diversa, contendo tetW , aac(6’)-Ia, aadA1, aph(3’)-Ic, cmx, strA, strB e sul1 (resistência a tetraciclina, cloranfenicol, estreptomicina, sulfametoxazol).

Quais as conclusões e recomendações finais?

O estudo demonstra a disseminação de 4 linhagens de C. striatum pelo território Chinês, de forma a causar transmissões persistente e extensas no contexto hospitalar. Os autores consideram que a infecção por C. striatum MDR tornou-se uma epidemia nacional e ressaltam que a pressão de seleção devido ao uso de antibióticos pode ter desempenhado papel significativo no processo de mutação e resistência. Os dados apresentados podem ser utilizados como um ponto de partida para estratégias de vigilância e prevenção para o controle desta epidemia.

Quais as limitações do estudo?

Os autores não explicitam nenhuma limitação, porém é importante notar que o estudo contemplou apenas 3 centros de atenção terciaria a saúde e, portanto, é necessário ter muito cuidado ao generalizar os resultados.

Que críticas e observações?

O estudo cumpre bem seu objetivo de analisar a situação das infecções por C. striatum nos 3 centros de atenção terciaria em questão com uma metodologia muito clara e analises bem elaborados. Ressalto a riqueza de dados apresentados, incluindo os materiais suplementares.

Fonte: Wang X, Zhou H, Du P, Lan R, Chen D, Dong A, Lin X, Qiu X, Xu S, Ji X, Li M, Hou X, Sun L, Li D, Han L, Li Z. Genomic epidemiology of Corynebacterium striatum from three regions of China: an emerging national nosocomial epidemic. J Hosp Infect. 2021 Apr;110:67-75

Sinopse por: Maria Julia Ricci

Email: [email protected]

Linkedin: www.linkedin.com/in/mariajuliaricci/

Instagram: @mariajuliaricci_



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express