Inscreva-se já.

CDC lança documento sobre necessidade de dose adicional da vacina contra Covid-19. 

“Hoje, assinei a recomendação do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP) do CDC, que endossou o uso de uma dose adicional da vacina COVID-19 para pessoas com sistemas imunológicos comprometidos de moderada a gravemente após uma série inicial de vacinas de duas doses.

Esta recomendação oficial do CDC – que segue a decisão do FDA de alterar as autorizações de uso de emergência das vacinas – é um passo importante para garantir que todos, incluindo os mais vulneráveis ​​ao COVID-19, possam obter o máximo de proteção possível da vacinação do COVID-19.

Dados recentes sugerem que algumas pessoas com sistemas imunológicos moderadamente a gravemente comprometidos nem sempre desenvolvem o mesmo nível de imunidade em comparação com pessoas que não são imunocomprometidas. Além disso, em pequenos estudos, pessoas imunocomprometidas totalmente vacinadas foram responsáveis ​​por uma grande proporção de casos de internação hospitalizados (40-44%). Pessoas imunocomprometidas que estão infectadas com SARS CoV-2 também têm maior probabilidade de transmitir o vírus para contatos domiciliares.

Embora as pessoas imunocomprometidas constituam cerca de 3% da população adulta dos EUA, elas são especialmente vulneráveis ​​ao COVID-19 porque correm maior risco de doenças graves e prolongadas. Incluídas na recomendação do CDC estão pessoas com uma variedade de condições, como receptores de transplantes de órgãos ou células-tronco, pessoas com infecção por HIV avançada ou não tratada, receptores ativos de tratamento para câncer, pessoas que estão tomando alguns medicamentos que enfraquecem o sistema imunológico e outras. Uma lista completa das condições pode ser encontrada no site do CDC. A dose adicional de uma vacina de mRNA COVID-19 deve ser a mesma vacina da série inicial e administrada pelo menos quatro semanas após completar uma série de vacinas de mRNA COVID-19 primária. Embora a vacinação provavelmente aumente a proteção dessa população, mesmo após a vacinação, as pessoas imunocomprometidas devem continuar a seguir as medidas de prevenção atuais (incluindo usar máscara, ficar a 1,8 m de distância de outras pessoas com quem não vivem e evitar aglomerações e ambientes internos mal ventilados espaços) para se proteger e proteger as pessoas ao seu redor contra COVID-19 até que seja informado de outra forma por seu médico. O CDC não recomenda doses adicionais ou doses de reforço para qualquer outra população neste momento.

Em um momento em que a variante Delta está surgindo, uma dose adicional de vacina para algumas pessoas com sistema imunológico enfraquecido pode ajudar a prevenir casos graves e possivelmente fatais de COVID-19 nesta população.”

https://www.cdc.gov/media/releases/2021/s0813-additional-mRNA-mrna-dose.html

Elaborado por Laura Czekster Anthochevis

Contatos: [email protected] ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH, CME e EQS