Uma nova atualização foi elaborada pela nossa professora colaboradora Laura Czekster Antochevis, que inclui as principais mudanças da nova nota técnica da ANVISA para o controle do Covid-19, planos estratégicos, convocação dos profissionais de saúde pelo Ministério da Saúde, testes rápidos e aplicativos para ter informações confiáveis.

Principais alterações da nova nota técnica da ANVISA

A ANVISA liberou ontem mais uma atualização da Nota Técnica GVIMS/GGTES/ANVISA Nº 04/2020. Com a evolução da epidemia do novo coronavírus também evoluem rapidamente as publicações a respeito da sua epidemiologia, e com isso se fazem necessários contínuos ajustes nas orientações de manejo dos pacientes e profissionais de saúde pelos principais órgãos de saúde mundiais.

Listamos as principais mudanças descritas na atualização do dia 31 de março de 2020, em relação à última versão da nota, de 21 de março de 2020. De um modo geral, a ordem dos capítulos foi alterada, e o texto se tornou mais robusto, em vista das novas informações e das certezas que surgem a cada dia. Acompanhe:

  • Esta versão passa a afirmar que: atualmente, já está bem definido que esse vírus possui uma alta e sustentada transmissibilidade entre as pessoas.
  • Define quais profissionais de saúde devem utilizar os EPIs, assim como acrescenta profissionais da segurança e recepção, em casos específicos:
    • PROFISSIONAIS DE SAÚDE (que prestem assistência a menos de 1 metro dos pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus)
    • PROFISSIONAIS DE APOIO: RECEPÇÃO E SEGURANÇAS (que precisem entrar em contato, a menos de 1 metro, dos pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus)
  • Em relação ao acondicionamento dos resíduos, concede uma segunda opção, na falta dos sacos vermelhos: EXCEPCIONALMENTE, durante essa fase de atendimento aos pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), caso o serviço de saúde não possua sacos vermelhos para atender a demanda, poderá utilizar os sacos brancos leitosos com o símbolo de infectante para acondicionar esses resíduos
  • Foram organizadas em forma de tabelas anexadas as recomendações para determinadas áreas, sendo acrescentadas as áreas de UTI, gastroenterologia, exames de imagem e anestesiologia, assim como também foram adicionadas mais informações a respeito do manejo odontológico:
    • ANEXO 1 – ORIENTAÇÕES PARA UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA (UTI)
    • ANEXO 2 – ORIENTAÇÕES PARA SERVIÇOS DE DIÁLISE
    • ANEXO 3 – ORIENTAÇÕES PARA SERVIÇOS DE GASTROENTEROLOGIA, EXAMES DE IMAGEM E ANESTESIOLOGIA
    • Quadro 1 – Classificação de procedimentos odontológicos
  • Importante atualização e reforço das condutas em relação aos óbitos, conforme trecho adicionada: Nota: As recomendações relacionadas ao manejo de cadáveres, que foram publicadas na Nota Técnica GVIMS/GGTES/ANVISA 04/2020, no dia 21 de março de 2020, foram revisadas considerando as orientações disponíveis no Guia da Organização Mundial de Saúde: Infection Prevention and Control for the safe management of a dead body in the ontexto of COVID-19, publicado no dia 24 de março de 2020.
  • Seguem exemplos de novas orientações:
    • A dignidade dos mortos, sua cultura, religião, tradições e suas famílias devem ser respeitadas;.
    • O preparo e o manejo apressados de corpos de pacientes com COVID-19 devem ser evitados;
    • Acondicionar o corpo em saco impermeável (não comenta que precisa ser duplo);
    • Os profissionais que não tiverem contato com o cadáver, mas apenas com o saco, deverão adotar as precauções padrão (em especial a higiene de mãos) e usar avental ou capote e luvas. Caso haja risco de respingos, dos fluidos ou secreções corporais, devem usar também, máscara cirúrgica e óculos de proteção ou protetor facial (face shield);
    • Para realizar o transporte, o corpo deve estar em saco impermeável, à prova de vazamento e selado. Deve-se desinfetar a superfície externa do saco (pode ser utilizado álcool líquido a 70º, solução clorada [0.5% a 1%], ou outro saneante desinfetante regularizado junto a Anvisa), tomando-se cuidado de não usar luvas contaminadas para a realização desse procedimento;
    • Os participantes do funeral devem respeitar o distanciamento físico (maior que 1 metro), além de adotarem a higiene respiratória/etiqueta da tosse (cobrir nariz e boca ao tossir e espirrar com a parte interna do braço ou usar lenços de papel descartáveis e sempre realizar a higiene das mãos) durante a cerimônia.

Ministério da Saúde convocará todos os profissionais de saúde

O Ministério da Saúde publicou a  PORTARIA Nº 639, DE 31 DE MARÇO DE 2020 que Dispõe sobre a Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo -Profissionais da Saúde”, voltada à capacitação e ao cadastramento de profissionais da área de saúde, para o enfrentamento à pandemia do coronavírus (COVID-19).

Será criado um cadastro geral de profissionais da área da saúde habilitados para atuar em território nacional, que poderá ser consultado pelos entes federados, em caso de necessidade, para orientar suas ações de enfrentamento à COVID-19; e realizar capacitação dos profissionais da área de saúde nos protocolos oficiais de enfrentamento à COVID-19, aprovados pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE-nCoV).

Fonte: https://www.ccih.med.br/portaria-no-639-de-31-de-marco-de-2020/

Ministério da Saúde começa a distribuição de 500 mil testes rápidos para todo o país

Os testes rápidos vão atender profissionais que atuam nos serviços de saúde e segurança do país. Outros 4,5 milhões de testes rápidos chegarão ao Brasil nas próximas semanas

Os testes rápidos devem ser feitos somente após o sétimo dia do início dos sintomas. Ele serve apenas para marcar se a pessoa tem ou não o anticorpo que combate o vírus. Vai mostrar se você já teve no passado, e nesse caso está imune, ou se tem o vírus no período latente da doença”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46632-comeca-hoje-a-distribuicao-de-500-mil-testes-rapidos-para-todo-o-pais

Aplicativo Coronavírus SUS agora envia mensagens de alertas aos usuários

Nova versão do aplicativo aumenta oferta de serviços no combate ao novo coronavírus. App está disponível nas plataformas digitais. Já o Disque Saúde 136 registrou entre 15 e 25 de março mais de 250 mil ligações sobre COVID-19.

https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46628-aplicativo-coronavirus-sus-agora-envia-mensagens-de-alertas-aos-usuarios

OPAS alerta: tempo para desacelerar propagação da COVID-19 está diminuindo nas Américas; países devem agir agora

A diretora da OPAS enfatizou que os países também devem, como nunca antes, proteger seus profissionais de saúde. Isso inclui treinamento sobre como evitar infecções e acesso a suprimentos e equipamentos de proteção individual adequados. “É nosso dever protegê-los e cuidar deles, pois estão na linha de frente desta batalha.”

Também é essencial que os países decidam quais medidas de distanciamento devem ser adotadas, como e por quanto tempo. Essa é a única forma de evitar que os hospitais fiquem sobrecarregados com um número muito grande de pessoas doentes em um curto espaço de tempo. Com base na experiência de países de outras regiões, Etienne apontou que “parece razoável planejar essas medidas para que durem por pelo menos dois ou três meses”.

Fonte: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875

OMS alerta para produtos médicos falsificados, incluindo diagnóstico in vitro, que pretendem prevenir, detectar, tratar ou curar COVID-19

Em nota, OMS reforça alerta os consumidores, profissionais de saúde e autoridades de saúde contra um número crescente de produtos médicos falsificados.

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/events-as-they-happen

Conselho Federal de Enfermagem libera cartilha com orientações sobre a colocação e retirada dos EPIs

http://www.cofen.gov.br/cofen-lanca-cartilha-sobre-colocacao-e-retirada-de-epis_78405.html

Atenção materno-infantil no foco

SBP divulga Nota de Alerta sobre Prevenção e Abordagem da Infecção por COVID-19 em mães e Recém-Nascidos, em Hospitais-Maternidades E Aleitamento Materno

https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/22393b-Nota_de_Alerta_sobe_Aleitam_Materno_nos_Tempos_COVID-19.pdf

https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/22412b-Nota_Alerta_PrevenAbordagem_infeccao_COVID19_maes-RN_em_HospMatern.pdf

Dúvidas de onde acessar informações confiáveis sobre COVID-19?

Este documento contém os links para as principais agências de saúde mundiais, destacando as orientações e materiais didáticos de cada site.

Fonte: https://www.ccih.med.br/pandemia-de-covid-19-guia-de-acesso-rapido/

Conselho Federal de Odontologia elabora manual de proteção aos dentistas durante assistência

Em conjunto coma AMIB o Conselho Federal de Odontologia, publicou normas para proteção profissional durante assistência odontológica.

Fonte: http://website.cfo.org.br/wp-content/uploads/2020/03/AMIB_CFO-Recomendac%CC%A7o%CC%83es.pdf

Texto elaborado por: Laura Czekster Antochevis

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.