Neste boletim atualizamos informações sobre a contaminação aérea, uso de máscaras na comunidade, pesquisas de vacinas, novas possibilidades de tratamento e orientações para hospitais de campanha.

Cientistas acham coronavírus em amostras de ar distantes até 4 metros de doentes

Para determinar a distribuição do novo coronavírus nas enfermarias de Wuhan, na China, um grupo de cientistas analisou amostras de ar e superfície. A contaminação foi maior em unidades de terapia intensiva do que as enfermarias em geral. O vírus foi amplamente distribuído em pisos, mouses de computador, latas de lixo e corrimãos de leitos de doentes e foi detectado no ar cerca de 4 m dos pacientes.

A taxa de positividade foi relativamente alta para a superfície dos objetos que eram frequentemente tocados pela equipe médica ou pelos pacientes. A taxa também foi relativamente alta para amostras de swab de piso (UTI 7/10, 70%; enfermarias 2/13, 15,4%), talvez por causa da gravidade e do fluxo de ar, fazendo com que a maioria das gotículas de vírus flutue no chão. Além disso, à medida que a equipe médica caminha pela enfermaria, o vírus pode ser rastreado por todo o piso, conforme indicado pela taxa de positividade de 100% do piso da farmácia, onde não havia pacientes. Além disso, metade das amostras das solas dos sapatos da equipe médica da UTI apresentou resultados positivos. Portanto, as solas dos sapatos da equipe médica podem funcionar como transportadoras.

Os autores avaliaram ainda o risco de transmissão de aerossol de SARS-CoV-2. Primeiro, coletaram ar na enfermaria de isolamento da UTI (12 ambientes com 16 trocas de ar por hora) e enfermarias (8 ambientes com 12 trocas de ar por hora) e obtiveram resultados positivos para 35% (14 amostras positivas / 40 amostras testadas) de amostras na UTI e 12,5% (2/16) de amostras das enfermarias. As amostras de swab de saída de ar também produziram resultados positivos, com taxas positivas de 66,7% (8/12) para UTIs e 8,3% (1/12) para enfermarias. Esses resultados confirmam que existe riscos à exposição ao aerossol de SARS-CoV-2.

Além disso, os autores descobriram que as taxas de positividade diferiam no local de amostragem do ar, o que reflete a distribuição de aerossóis carregados de vírus. As taxas de positividade foram de 35,7% (5/14) perto das saídas de ar, 44,4% (8/18) nos quartos dos pacientes e 12,5% (1/8) na área do consultório médico. Esses achados indicam que os aerossóis carregados de vírus estavam principalmente concentrados próximo e a jusante dos pacientes. No entanto, o risco de exposição também estava presente  a distância máxima de 4 metros do paciente.

Ainda segundo os autores, esse estudo tem duas limitações. Primeiro, os resultados do teste de ácido nucleico não indicam a quantidade de vírus viáveis. Segundo, como a dose infectante mínima é desconhecida, a distância de transmissão do aerossol não pode ser determinada com precisão.

Os resultados preliminares da pesquisa feita por cientistas chineses foram publicados nesta sexta-feira (10) no periódico Emerging Infectious Diseases, uma publicação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

Fontes: https://wwwnc.cdc.gov/eid/article/26/7/20-0885_article https://br.noticias.yahoo.com/cientistas-acham-coronav%C3%ADrus-amostras-ar-distantes-4-metros-000529850.html?soc_src=community&soc_trk=fb

Como andam as pesquisas para vacinas contra o Novo Coronavírus?

O laboratório italiano de biotecnologia Takis iniciou o teste em animais de laboratório de uma vacina a partir de fragmentos do material genético do novo Coronavírus. Segundo os cientistas da empresa, ela é aplicada por via intramuscular associada a eletro polarização, um estímulo elétrico para favorecer a penetração nas células alvo. Nesses estudos foi observada a produção de anticorpos nesses animais. Estes estudos são preliminares em um número pequeno de animais e ainda é precoce seu teste em humanos.

Fonte: https://www.linkedin.com/company/takis/?originalSubdomain=pa

Comissão Técnica Nacional em Biossegurança (CTNBio) aprova estudo da FIOCRUZ sobre vacina dupla contra o Covid-19 e influenza

Para realização do estudo os cientistas irão manipular o vírus influenza com proteínas do vírus Sars-CoV2 para o desenvolvimento da vacina para dupla prevenção da gripe sazonal e Covid-19. Em duas semanas, a CTNBio, já deliberou sobre dois estudos relacionados ao Covid-19, com a aprovação na semana passada da pesquisa LNBio/MCTIC para o desenvolvimento de novos medicamentos para tratamento da doença.

Fonte: http://www.mctic.gov.br/mctic/opencms/salaImprensa/noticias/arquivos/2020/04/CTNBio_aprova_estudo_da_FIOCRUZ_sobre_vacina_dupla_contra_o_Covid19_e_influenza.html

Fiocruz investiga ação de antirretrovirais contra Covid-19

Pesquisa da Fiocruz constatou que o medicamento Atazanavir, utilizado no tratamento do HIV, foi capaz de inibir a replicação viral, além de reduzir a produção de proteínas que estão ligadas ao processo inflamatório nos pulmões e, portanto, ao agravamento do quadro clínico da doença.

A pesquisa, coordenada pelo Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS/Fiocruz), envolve cientistas do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) – incluindo os Laboratórios de Vírus Respiratórios e do Sarampo, de Imunofarmacologia, de Biologia Molecular e Doenças Endêmicas, e de Pesquisas sobre o Timo – e do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), além do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino e da Universidade Iguaçu.

Fontes: https://portal.fiocruz.br/noticia/fiocruz-investiga-acao-de-antirretrovirais-contra-covid-19

https://www.jornalciencia.com/atazanavir-fiocruz-divulga-estudo-sobre-medicamento-contra-a-covid-19/?fbclid=IwAR1xzkuszkV17jyMedW6P7qKLOSI_a_rPx-oZGJQalHLSUHtBRhYxvTY-4o

OMS comemora dia mundial da saúde com vídeo valorizando rotina dos profissionais de saúde durante pandemia

Neste Ano Internacional da Enfermeira e da Parteira, o Dia Mundial da Saúde destaca o papel crítico desempenhado por enfermeiras e parteiras, que estão na vanguarda da resposta do COVID-19 globalmente.

A OMS divulgou um vídeo desta campanha, onde os próprios profissionais de saúde relatam a sua desafiante rotina na pandemia, sem perder o amor pela profissão.

Fontes: https://twitter.com/i/status/1247283490518958082

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/events-as-they-happen

COVID-19: Materiais de comunicação da OPAS

Infográficos objetivos e visualmente interessantes sobre COVID-19. Em seu site, a OPAS disponibiliza para download cartazes sobre boatos sobre o coronavírus, gravidez e amamentação e saúde mental.

https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6130:covid-19-materiais-de-comunicacao&Itemid=0

OPAS alerta para possível escassez de sangue durante a pandemia de COVID-19

A Organização Pan-Americana da Saúde alertou nesta sexta-feira (10) que os países das Américas enfrentam uma possível escassez de sangue para transfusões devido a uma redução significativa nas doações voluntárias durante este período da pandemia de COVID-19.

O risco de transmissão do novo coronavírus por transfusão de sangue e componentes é provavelmente mínimo. Os vírus respiratórios nunca foram relatados como transmitidos através do sangue ou de componentes sanguíneos e, até o momento, não há relatos de infecção por COVID-19 em receptores de sangue.

A diretora da OPAS pediu aos hospitais e bancos de sangue que tomem medidas de precaução para minimizar qualquer risco e prevenir a infecção pelo novo coronavírus. Isso inclui manter o distanciamento físico e implementar práticas adequadas de biossegurança para proteger seu pessoal e doadores.

Fonte: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6141:opas-alerta-para-possivel-escassez-de-sangue-durante-a-pandemia-de-covid-19&Itemid=838

ANVISA lança orientações para Hospitais de Campanha

A Anvisa elaborou uma nota técnica com orientações gerais sobre os hospitais de campanhas, durante o enfrentamento da emergência em saúde pública causada pela Covid-19.

A Nota Técnica (NT) 69/2020 traz recomendações de como estruturar essas unidades, auxiliando na fase de mitigação quando evidenciada a possibilidade de superação da capacidade de resposta hospitalar para atendimento dos casos graves, adaptação e ampliação de leitos e áreas hospitalares, bem como a contratação emergencial de leitos de UTI.

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/documents/219201/4340788/NT+GGTES.pdf/b29aca21-15b1-4c51-91dd-dc12870c4e44

ANVISA lança orientações gerais para máscaras faciais de uso não profissional

Em 3/04/2020, a ANVISA divulgou orientações sobre máscaras faciais para uso não profissional. No documento, ela afirma que o efeito protetor das máscaras é criado por meio da combinação do potencial de bloqueio da transmissão das gotículas, do ajuste e do vazamento de ar relacionado à máscara, e do grau de aderência ao uso e descarte adequados da máscara transmitida também para leigos, incluindo crianças, apesar do ajuste imperfeito e da adesão imperfeita.

Assim, máscaras faciais não-hospitalares não fornecem total proteção contra infecções, mas reduzem sua incidência, especialmente quando combinadas com medidas preventivas adicionais, que SÃO ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIAS.

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/documents/219201/4340788/NT+M%C3%A1scaras.pdf/bf430184-8550-42cb-a975-1d5e1c5a10f7

Ministério da Saúde lança Boletim Epidemiológico Coronavírus atualizado

Confira a evolução de casos no Brasil e no mundo.

Fonte: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/12/2020-04-11-BE9-Boletim-do-COE.pdf

Ministério da Saúde distribuiu quase 1 milhão de testes para coronavírus

Foram distribuídos aos estados de todo o país 451,4 mil testes RT-PCR (que identificam o vírus que provoca o COVID-19) e 500 mil testes rápidos de sorologia (que identificam se o indivíduo entrou em contato com o vírus, produzindo anticorpos). Confira no site o total de testes entregues para cada laboratório público ou privado.

Fonte: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46707-saude-ja-distribuiu-quase-1-milhao-de-testes-para-coronavirus

Grupos mais expostos ao contágio terão prioridade para testes rápidos

Cerca de 2 milhões de pessoas, entre trabalhadores que atuam nas áreas de saúde e segurança pública, devem realizar testagem sorológica para detecção de anticorpos contra SARS-CoV-2.

A recomendação é testar pessoas sintomáticas, que façam parte de uma das seguintes categorias: trabalhadores de serviços de saúde em atividade; trabalhadores de serviços de segurança pública em atividade; e pessoa com diagnóstico de Síndrome Gripal, que resida no mesmo domicílio de um profissional de saúde ou segurança em atividade. O tempo de incubação do vírus é um fator crucial para a eficácia da testagem, uma vez que pessoas com a doença, mas que ainda não tenham manifestado sintomas, podem ser infectadas por pessoas que estejam no período assintomático da doença.

Fonte: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46699-grupos-mais-expostos-ao-contagio-terao-prioridade-para-testes-rapidos

Ventiladores pulmonares: Brasil amplia a produção

A Anvisa vem implementando ações extraordinárias e excepcionais para a ampliar a capacidade produtiva de equipamentos essenciais ao enfrentamento da Covid-19. As medidas incluem a publicação da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 356/2020, que flexibiliza, simplifica e agiliza processos de regularização sanitária de equipamentos médicos.  O trabalho é focado na avaliação de projetos para ampliar a fabricação de produtos já aprovados pela Anvisa em instalações ainda não licenciadas.

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/ventiladores-pulmonares-brasil-ampliando-a-producao/219201?p_p_auth=IplejsKH&inheritRedirect=false&redirect=http%3A%2F%2Fportal.anvisa.gov.br%2Fnoticias%3Fp_p_auth%3DIplejsKH%26p_p_id%3D101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3D_118_INSTANCE_KzfwbqagUNdE__column-2%26p_p_col_count%3D2

Redigido por: Laura Czekster Antochevis, com apoio de Vanessa Lopes e Antonio Tadeu Fernandes.


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.