Nesta nova atualização elaborada por Laura Czekster Antochevis apresentamos, entre outros temas: máscaras de diversos tipos até caseiras, transmissão comunitária, protocolo clínico, vigilância epidemiológica e tratamento. Continuamos a nos pautar por informações oficiais e evidências científicas.

CDC atualiza suas recomendações sobre o uso de máscaras em áreas de transmissão comunitária

Considerando estudos recentes, que indicam que mesmo indivíduos assintomáticos ou pré-sintomáticos podem transmitir o vírus, o CDC passou a recomendar o uso de máscaras de pano em locais públicos onde as medidas de distanciamento social sejam difíceis de manter.

Importante ressaltar que as máscaras recomendadas NÃO são as máscaras cirúrgicas ou N95, mas sim confeccionadas com tecido comum.

O uso de máscaras NÃO substitui as demais medidas de proteção, que são ainda mais importantes: higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool gel, etiqueta da tosse e distanciamento de 2m das outras pessoas.

Fonte: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prevent-getting-sick/cloth-face-cover.html 

CDC orienta como se paramentar na comunidade

Não basta usar a máscara caseira, a população deve saber o jeito correto e seguro de se “paramentar”. O CDC disponibilizou material sobre o jeito correto de usar as máscaras de pano, se devem ser lavadas e como devem ser retiradas, etapa importante para prevenir contaminação ao tocar na superfície externa da mesma.

Fonte: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prevent-getting-sick/diy-cloth-face-coverings.html

Ministério da Saúde também recomenda o uso de máscaras caseiras

O Ministério da Saúde está realizando compras de fornecedores nacionais e internacionais, para garantir a proteção dos profissionais de saúde, que trabalham na assistência às pessoas doentes. Agora, o Ministério da Saúde do Brasil vai lançar uma campanha digital pela mobilização da população para fabricar as próprias máscaras de pano.

Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações:

  • É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja dupla face;
  • Seja de uso individual;
  • As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais.

Fonte:  https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46645-mascaras-caseiras-podem-ajudar-na-prevencao-contra-o-coronavirus 

Comitê de especialistas discute se Coronavírus pode ser aerossolizado durante a fala?

Um comitê de especialistas concluiu que o novo coronavírus é aerossolizado por meio de conversação ou expiração, mas ainda não está claro se as partículas virais são viáveis e emitidas em doses suficientes para causar infecção.

Fonte: https://www.medscape.com/viewarticle/928149 

OPAS busca arrecadar US$ 95 milhões para ajudar países da América Latina e Caribe a enfrentar pandemia

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) está chamando doadores para arrecadar US$ 95 milhões, dinheiro que será utilizado para executar medidas de saúde pública prioritárias para ajudar os países da América Latina e Caribe a enfrentar a pandemia de COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Os recursos serão direcionados à Estratégia de Resposta da OPAS, alinhada à da Organização Mundial de Saúde (OMS), que tem o objetivo de salvar vidas e desacelerar a transmissão do novo coronavírus para mitigar que seu impacto nos serviços e na saúde da população, principalmente nos países que mais precisam de ajuda.

Fonte: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6129:com-apoio-de-doadores-opas-busca-obter-us-95-milhoes-para-ajudar-paises-da-america-latina-e-caribe-a-enfrentar-a-pandemia&Itemid=812

Liberado Protocolo de Manejo Clínico da Covid-19 na Atenção Especializada

O Ministério da Saúde disponibiliza mais um documento para orientar a Rede de Serviços de Atenção à Saúde do SUS para atuação na identificação, notificação e manejo oportuno de casos suspeitos de infecção humana por SARS-CoV-2, com ênfase nos serviços de atenção especializada (urgência e emergência hospitalar e não hospitalar).

Fonte: https://www.ccih.med.br/protocolo-de-manejo-clinico-da-covid-19-na-atencao-especializada/

Guia de Vigilância Epidemiológica Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional pela Doença pelo Coronavírus 2019

Documento visa orientar o Sistema Nacional de Vigilância em Saúde e a Rede de Serviços de Atenção à Saúde do SUS para atuação na identificação, notificação, registro, coleta de amostras, investigação laboratorial, manejo e medidas de prevenção e controle, incluindo a circulação simultânea de Coronavírus, Influenza e outros vírus respiratórios durante o período de abril a setembro de 2020.

Fonte: https://www.ccih.med.br/doenca-pelo-coronavirus-2019/

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO Nº 6 – DOENÇA PELO CORONAVÍRUS 2019

Última atualização do boletim epidemiológico do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública.

Fonte: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/03/BE6-Boletim-Especial-do-COE.pdf

ANVISA emite nota em resposta à Associação Médica Brasileira sobre uso de EPIs

Ao contrário do que foi exposto em nota pela Associação Médica Brasileira (AMB), a Anvisa informa que não houve mudança nas recomendações para uso de máscaras por profissionais de saúde em nenhuma das quatro versões da Nota Técnica GVIMS/GGTES/ANVISA n. 04/2020 (30.01.2020, 17.02.2020, 21.03.2020 e 31.03.2020). O uso de máscaras cirúrgicas para os profissionais de saúde que prestam assistência a pacientes suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus e máscara N95/PFF2 ou equivalente para procedimentos que possam gerar aerossóis sempre foi recomendado, seguindo as orientações publicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/noticias?p_p_id=101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU&p_p_col_id=column-2&p_p_col_pos=1&p_p_col_count=2&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_groupId=219201&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_urlTitle=nota-resposta-a-posicao-da-amb-sobre-uso-de-epis&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_struts_action=%2Fasset_publisher%2Fview_content&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_assetEntryId=5837571&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_type=content 

Sociedade Brasileira de Infectologia divulga nota de esclarecimento sobre o uso de máscaras

A nota, publicada em 03/04/2020, ressalta a orientação da Nota Técnica  nº04/2020 da ANVISA, que reforça o uso de máscara cirúrgica para pacientes com sintomas respiratórios (tosse, espirros, dificuldade para respirar), profissionais de saúde e profissionais de apoio que prestarem assistência ao paciente suspeito ou confirmado de COVID-19.

Por outro lado, recomenda, sempre que possível, o uso da máscara cirúrgica durante a permanência do profissional no serviço de saúde ou hospital.

Fonte: https://www.infectologia.org.br/admin/zcloud/125/2020/04/315bbca2eb7a3b1279d82292bfb22c71f80ff4d2bb8ee385156359b10fedf392.pdf

COFEN divulga nota de esclarecimento sobre profissionais infectados com COVID-19

O Conselho Federal de Enfermagem esclareceu que, diferentemente do publicado por veículos da Band Notícias, os casos de COVID-19 entre os profissionais de Enfermagem contabilizados por eles são apenas 30, incluindo enfermeiros, técnicos e auxiliares. Ressalta que há a possibilidade de sub-notificação, uma vez que nem todos os casos são diagnosticados ou reportados ao observatório.

Fonte: http://www.cofen.gov.br/cofen-publica-nota-de-esclarecimento-sobre-casos-de-covid-19_78690.html

Cursos sobre coronavírus são oferecidos gratuitamente 

COFEN divulga sites de instituições que estão oferecendo cursos de forma gratuita aos profissionais de saúde desenvolvidos pela OMS, OPAS, entre outros.

Fonte: http://www.cofen.gov.br/cursos-sobre-coronavirus-sao-oferecidos-gratuitamente-por-instituicoes_78619.html

Conselho Federal de Farmácia emite nota sobre o uso da hidroxicloroquina e cloroquina no tratamento para COVID-19 

Em virtude da nota da ANVISA, publicada em 27/03/2020, que autorizou as pesquisas com hidroxicloroquina pelo grupo do Hospital Albert Einstein, e da declaração do Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, que publicou a nota informativa nº 5/2020-DAF/SCTIE/MS, sobre o uso da cloroquina como terapia adjuvante no tratamento de pacientes com formas graves do COVID-19, o CFF também se posicionou sobre o assunto.

O Conselho Federal de Farmácia  reiterou o que ambos os órgãos escreveram nos documentos citados acima:

  • A hidroxicloroquina e a cloroquina são medicamentos usados há bastante tempo para tratar algumas doenças, como lúpus eritematoso, malária e artrite. O uso dos medicamentos NÃO evita que pessoas fiquem doentes por coronavírus e, por isso, não devem ser usados para prevenir a COVID-19!
  • O uso desses medicamentos em pacientes internados com teste positivo para coronavírus ainda não chegou a uma conclusão definitiva, já que está em seus estudos iniciais. Portanto, ESTE USO SE JUSTIFICA APENAS COM PRESCRIÇÃO E SUPERVISÃO MÉDICA, COM ACOMPANHAMENTO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE, DENTRO DE HOSPITAIS, COMO PARTE DE UM PROTOCOLO DE PESQUISA! Até o momento, poucas pessoas no mundo foram tratadas com esses medicamentos, por isso, os resultados dos benefícios na COVID-19 ainda estão sendo avaliados.

Fonte: http://www.cff.org.br/noticia.php?id=5725&titulo=Hidroxicloroquina+e+cloroquina+-+Solu%C3%A7%C3%A3o+para+a+pandemia+de+COVID-19%3F

Guia prático para Telemedicina

Confira no link abaixo um roteiro de organização para avaliar pacientes à distância publicado do British Medical Journal.

Fonte: https://www.bmj.com/content/bmj/suppl/2020/03/24/bmj.m1182.DC1/gret055914.fi.pdf

Redigido por: Laura Czekster Antochevis


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.