Segundo a Organização Mundial de Saúde, a quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com o diagnostico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações. O exercício da quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético, sem o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Em várias técnicas o paciente fica em posição PRONA, facilitando a contaminação de superfícies e além dos instrumentos utilizados.

Puhl e colaboradores estudaram a contaminação das mesas de tratamento, a efetividade dos campos plásticos colocados como barreira e as ações de desinfecção empregadas. Levantamentos anteriores com estes profissionais relatam que 90 a 95% trocam a barreira entre os pacientes, 83% relatam realizar a higiene das mãos entre pacientes e 60 a 80% realizam a desinfecção de superfícies. No estudo, embora apenas 62% realizem rotineiramente desinfecção de superfícies, MRSA foi encontrado em 21% das superfícies estudadas. Alguns outros agentes encontrados: Staphylococcus coagulase negativo (100%), Estreptococo (57%), S. aureus (36%). Os autores concluem que estes profissionais têm atitude positiva a respeito da desinfecção, entretanto o risco de contaminação persiste. Eles sugerem uma proteção abrangendo um campo maior e ênfase na desinfecção de superfícies e instrumentais utilizados.

Fonte: American Journal of Infection Control: vol 39, pags 56-63, fev 2011

Resenha elaborada por Antonio Tadeu Fernandes para CCIH Revista

 

Revisado e atualizado por Antonio Tadeu Fernandes
para Memória CCIH


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.