Promoção Juho Azul Celeste - Inscrição por apenas R$ 50,00 e mensalidades por apenas R$ 250,00

A diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, chamou a atenção para a baixa taxa de vacinação contra a COVID-19 na América Latina e no Caribe e alertou que o controle do vírus levará anos se as atuais tendências persistirem.

“Estamos vendo o surgimento de dois mundos: um retornando rapidamente ao normal e outro onde a recuperação continua sendo um futuro distante”, afirmou Etienne na coletiva de imprensa semanal da OPAS.

Embora os Estados Unidos tenham vacinado totalmente mais de 40% de sua população, o ritmo é muito mais lento na América Latina e no Caribe. Alguns países – incluindo Equador, Peru e Bolívia – vacinaram apenas 3% de suas populações.

Na América Central, apenas 2 milhões de pessoas foram totalmente vacinadas; no Caribe, menos de 3 milhões. Em alguns países, incluindo Guatemala, Trinidad e Tobago e Honduras, nem mesmo 1% da população foi vacinada.

“As inequidades na cobertura vacinal são inegáveis”, disse Etienne. “Infelizmente, o fornecimento de vacinas está concentrado em algumas nações, enquanto a maior parte do mundo espera que as doses se esgotem. Embora as vacinas COVID-19 sejam novas, esta história não é – a desigualdade muitas vezes dita quem tem o direito à saúde.”

https://www.paho.org/pt/noticias/9-6-2021-controle-da-covid-19-nas-americas-levara-anos-se-vacinacao-continuar-em-ritmo

Elaborado por Laura Czekster Anthochevis

Contatos: [email protected] ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104



Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.