Inscreva-se já.

As infecções de corrente sanguínea associadas a linha central (Central Line Associares Blood Stream Infection – CLABSI) são o tipo de infecção hospitalar mais comum em crianças, sendo associada com maior mortalidade, morbidade, estadia prolongada e custo adicional de cerca de $50.000 por infecção. O estudo teve como objetivo explorar as barreiras para a aderência ótima ao pacote de melhores práticas para prevenção de CLABSIs no ambiente de Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (Pediatric Intensive Care Unit – PICU) por profissionais de enfermagem.

Qual a justificativa do estudo?

Danos preveníveis ao paciente são altamente relevantes nos EUA – as projeções indicam que de 200.000-400.000 americanos morrem precocemente devido a erro médico a cada ano. Segundo estudos anteriores, 20 de cada 100 pacientes pediátricos que recebem alta sofrem efeitos adversos que poderiam ter sido prevenidos.

As infecções de corrente sanguínea associadas a linha central (Central Line Associares Blood Stream Infection – CLABSI) são o tipo de infecção hospitalar mais comum em crianças, sendo associada com maior mortalidade, morbidade, estadia prolongada e custo adicional de cerca de $50.000 por infecção. Um “pacote” (bundle) de melhores práticas de cuidado foi elaborado por diversas sociedades de profissionais para prevenir CLABSI que pode diminuir as taxas de infecção em até 43%; contudo, adesão as melhores práticas é ainda um desafio.

Qual o objetivo do estudo?

O estudo teve como objetivo explorar as barreiras para a aderência ótima ao pacote de melhores práticas para prevenção de CLABSIs no ambiente de Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (Pediatric Intensive Care Unit – PICU) por profissionais de enfermagem.

Qual metodologia foi empregada?

Para este estudo foi realizado uma pesquisa eletrônica transversal com 266 enfermeiras que trabalham a beira do leito da PICU em um centro acadêmico terciário na Filadélfia (The Children’s Hospital of Philadelphia). O período de estudo foi de Outubro de 2018 a Janeiro de 2019 e a participação em caráter voluntario. Os dados foram analisados utilizando estatística descritiva.

Foram aplicadas metodologia de pesquisa e 2 ferramentas baseadas em teoria para a compreensão de comportamento – modelo comportamental Capacidade, Oportunidade e Motivação (Capability, Opportunity, Motivation Behavorial model – COM-B) e quadro de domínios teóricos (Theoretical Domains Framework – TDF).

Quais os principais resultados?

Foram analisados 160 questionários (taxa de resposta de 71%). A maioria dos respondentes foram mulheres (96%), com experiencia na PICU do hospital de 0-3 anos (59%) e que já tinham experiencia com pacientes com CLABSIs (88.8%).

O modelo COM-B identificou desafios relacionados a oportunidade. 71.3% relataram que as demandas clínicas do paciente impediram que um ou mais partes do pacote fossem realizadas. Além disso, 4 em cada 5 profissionais (80%) considerou completar integralmente o pacote de medidas durante o turno como estressante; 137 participantes utilizaram o espaço para comentários adicionais para detalhar o motivo do stress percebido e 4 temas emergiram: tempo necessário para completar o pacote, necessidade de mais funcionários para completar o pacote, desafios de processo ou fluxo de trabalho, e recusa pelo paciente ou pela família.

Quanto a motivação, o modelo COM-B evidenciou que 75% dos profissionais sentem maior motivação pessoal para completar as medidas do pacote quando o time médico (médicos e nurse practicioners) apresenta alta motivação para prevenção de CLABSIs.

Quais as conclusões e recomendações finais?

Os autores concluem que os profissionais do hospital possuem alto nível de conhecimento (capacidade) e alta motivação para prevenir CLABSIs; porém enfrentam diversos desafios, entre os quais as prioridades clínicas concorrentes, tempo e recursos humanos limitados, e recusa por parte do paciente ou da família.

As conclusões principais foram que a utilização da ciência de implementação pode ser uma ferramenta muito útil para ‘diagnosticar’ a aderência incompleta a práticas baseadas em evidências e que estratégias com foco no domínio Oportunidade (i.e. contexto ambiental, recursos e influencia sociais) podem ter um forte impacto positivo na realização do pacote de prevenção a CLABSIs.

Quais as limitações do estudo?

O estudo foi realizado em apenas um centro e, portanto, tem limites para generalização dos resultados, que foram obtidos por meio de uma autoavaliação. Foi aplicado um recorte dos domínios COM-B de modo a manter a pesquisa concisa, o que pode ou não causar um viés. Além disso os autores ressaltam que os itens da pesquisa não foram validados, utilizando testes psicométricos e temas/domínios para análise qualitativa não foram definidos a priori, devido à natureza exploratória do estudo.

Que críticas e observações?

O estudo em questão apresenta uma ótima justificativa para e uma ótima aplicação do modelo COM-B. É um estudo muito claramente estruturado da introdução as conclusões, e a discussão de resultados foi realizada de forma minuciosa.

Os resultados encontrados elucidam a importância da elaboração de fluxos de trabalhos inteligentes e coerentes com os recursos disponíveis para a implementação de melhores práticas de modo que não seja um fator estressante adicional para os profissionais.

Fonte: Woods-Hill CZ, Papili K, Nelson E, Lipinski K, Shea J, Beidas R, Lane-Fall M. Harnessing implementation science to optimize harm prevention in critically ill children: A pilot study of bedside nurse CLABSI bundle performance in the pediatric intensive care unit. Am J Infect Control. 2021 Mar;49(3):345-351

Sinopse por: Maria Julia Ricci

E-mail: [email protected]

Linkedin: www.linkedin.com/in/mariajuliaricci/

Instagram: @mariajuliaricci_



Ficou interessado? Conheça nossos cursos MBA's e Express