Como promover flexibilização do distanciamento social, quando aparentemente não atingimos o pico de casos? Vamos ver o que autoridades dizem sobre esta questão. Também temos recomendações para produção e distribuição de alimentos, regras para ocupação de ambientes fechados, como os shopping centers e novas informações sobre vacinas e máscaras.

Anvisa atualiza orientações para empresas de alimentos

Embora não haja comprovação de transmissão do novo coronavírus (Sars-CoV-2) por produtos alimentícios, os documentos destacam e reforçam a importância da adoção de boas práticas de fabricação e de manipulação dos produtos, além de orientar sobre o uso adequado de máscaras e luvas pelos trabalhadores. Há também a publicação de um novo conteúdo, com recomendações para o atendimento aos clientes, tanto nos estabelecimentos quanto por serviços de entrega (delivery).

No total, são três documentos direcionados à proteção dos trabalhadores e clientes:

Nota Técnica (NT) 47/2020 – atualiza a NT 23/2020 e orienta o setor sobre o uso de luvas e máscaras nos estabelecimentos

Nota Técnica (NT) 48/2020 – atualiza a NT 18/2020 sobre boas práticas de fabricação, acrescentando e reforçando medidas para a adequada manipulação dos alimentos.

Nota Técnica (NT) 49/2020 – traz recomendações para os serviços de alimentação com atendimento ao cliente.

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/anvisa-atualiza-orientacoes-para-empresas-de-alimentos/219201?p_p_auth=bVhYbkEo&inheritRedirect=false&redirect=http%3A%2F%2Fportal.anvisa.gov.br%2Fnoticias%3Fp_p_auth%3DbVhYbkEo%26p_p_id%3D101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3D_118_INSTANCE_9lbg5xvb6IYG__column-2%26p_p_col_count%3D2

Governo do Mato Grosso do Sul e OPAS elaboram plano de ajuste de medidas não farmacológicas no estado

O governo do Mato Grosso do Sul e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) estão trabalhando juntos na elaboração de um plano e critérios para ajuste de medidas não farmacológicas, como distanciamento social e restrição de viagens, para resposta à COVID-19 no estado.

A equipe de Emergências em Saúde da OPAS se reuniu nesta semana com o secretário de Governo, Eduardo Corrêa Riedel, para conhecer a realidade do estado e estabelecer as novas diretrizes. Após a finalização dos planos, os indicadores serão testados pelo governo de Mato Grosso do Sul, conforme formato que será definido nos próximos dias.

Fonte: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6197:governo-do-mato-grosso-do-sul-e-opas-elaboram-plano-de-ajuste-de-medidas-nao-farmacologicas-no-estado&Itemid=812

OPAS disponibiliza em português novo guia da OMS sobre máscaras cirúrgicas e de tecido

O guia da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre máscaras cirúrgicas e de tecido foi atualizado para incorporar as descobertas mais recentes de pesquisas científicas e fornecer conselhos práticos.

As principais mudanças estão relacionadas ao uso de máscaras por profissionais de saúde e detalhes específicos sobre a utilização de máscaras de tecido para o público em geral em áreas de transmissão comunitária – ou seja, onde a COVID-19 está muito difundida.

Segundo o guia, os governos devem incentivar o público em geral a usar uma máscara de tecido nas áreas em que há muitas pessoas infectadas com COVID-19 na comunidade; onde a capacidade de conter surtos é limitada; e quando não é possível alcançar um distanciamento físico de pelo menos 1 metro (esse pode ser o caso de ônibus, trens, lojas, locais de trabalho e outros ambientes confinados ou fechados).

Fonte: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6194:opas-disponibiliza-em-portugues-novo-guia-da-oms-sobre-mascaras-cirurgicas-e-de-tecido&Itemid=812

Documento original em: https://www.who.int/publications/i/item/advice-on-the-use-of-masks-in-the-community-during-home-care-and-in-healthcare-settings-in-the-context-of-the-novel-coronavirus-(2019-ncov)-outbreak

Participe da pesquisa da OPAS sobre consumo de álcool durante a pandemia!

A OPAS preparou uma pesquisa anônima e confidencial para ser respondida por pessoas maiores de 18 anos que moram em um país da América Latina ou do Caribe. Neste questionário, não será necessário fornecer seu nome ou endereço, nem será possível rastrear seu endereço IP ou número de telefone. Solicitaremos apenas informações demográficas gerais e usaremos essas informações para preparar estatísticas populacionais do seu país.

Não há benefícios em participar, mas sua participação pode ajudar os especialistas em saúde pública a entender a situação em seu país e região e planejar soluções que ajudarão na prevenção e gerenciamento das consequências do COVID-19 e das medidas relacionadas para conter sua propagação. Esta pesquisa leva cerca de 15 minutos para ser concluída.

Fonte: https://www.paho.org/pt/node/4825/pesquisa-uso-alcool-e-covid-19

Guideline da OMS: Uso de imagem torácica no COVID-19

Este guia rápido examina as evidências e faz recomendações para o uso de imagens do tórax nos cuidados de pacientes adultos com suspeita ou confirmação de COVID-19. As modalidades de imagem consideradas são radiografia, tomografia computadorizada e ultrassonografia. Este guia aborda o caminho do atendimento, desde a chegada do paciente ao estabelecimento de saúde até a alta do paciente. Considera diferentes níveis de gravidade da doença, de indivíduos assintomáticos a pacientes críticos. O guia também inclui considerações de implementação para diferentes cenários, fornece sugestões para monitoramento e avaliação de impacto e identifica lacunas de conhecimento que merecem mais pesquisas.

Fonte: https://www.who.int/publications/i/item/use-of-chest-imaging-in-covid-19

CDC lança recomendações consolidadas de testagem para COVID-19

O CDC divulgou recomendações para os testes de COVID-19, incluindo diretrizes provisórias para residentes em casas de repouso e profissionais de saúde, bem como opções de teste para instituições com uma infraestrutura crítica. Essas recomendações compilam e atualizam as orientações de teste anteriores.

O documento inclui um resumo das recomendações atuais do CDC para testar pessoas que:

  • apresentar sinais ou sintomas de COVID-19;
  • não apresenta sintomas, mas recentemente tiveram contato com alguém conhecido ou suspeito de ter COVID-19;
  • não apresenta sintomas e desconhece contato com alguém suspeito de ter COVID-19, mas ainda pode ser testado para identificação precoce em ambientes especiais;
  • confirmaram COVID-19, mas não apresentam mais sintomas; e
  • podem ser testados por autoridades de saúde pública para rastrear a propagação do vírus que causa o COVID-19.

As Diretrizes de teste para casas de repouso são uma adição importante a outras recomendações de prevenção e controle de infecção (IPC) destinadas a manter o COVID-19 fora dos lares de idosos (bem como outras instalações de cuidados de longo prazo), detectando casos rapidamente se eles ocorrerem, e interrompendo a transmissão adicional nessas instalações. Os residentes do lar de idosos correm alto risco de infecção, doença grave e morte pela doença. As atualizações incluem recomendações contra o teste do mesmo indivíduo mais de uma vez em um período de 24 horas; considerar testar outras causas de sintomas respiratórios, como influenza; e coordenar testes em resposta a surtos com departamentos de saúde locais, territoriais e estaduais.

Fonte: https://www.cdc.gov/media/releases/2020/s0613-covid19-testing-recommendations.html

Novos estudos sobre COVID-19 abordam a influência do clima e do tipo sanguíneo na gravidade da doença

Além da busca por medicamentos e vacinas, profissionais da saúde e cientistas buscam  respostas para muitas outras perguntas sobre o COVID-19, por exemplo, qual o perfil de quem é mais atingido e se ocorre transmissão entre assintomáticos e pré-sintomáticos. Agora, novos estudos apontam dois novos determinantes para o novo coronavírus: um do estudos aponta que a propagação pode ser maior em climas secos e frios; outro sinaliza que o tipo sanguíneo pode influenciar a gravidade da doença. Quanto ao segundo estudo, estudos preliminares indicam que  o sangue do tipo O teria um efeito protetor, com 18% menos chance de apresentar  resultado positivo para COVID-19. Alguns especialistas mantem ressalvas, pois os resultados são baseados nos dados fornecidos  pelos participantes da pesquisa.

Fonte: https://setorsaude.com.br/novos-estudos-sobre-covid-19-abordam-a-influencia-do-clima-e-do-tipo-sanguineo-na-gravidade-da-doenca/?fbclid=IwAR1dd-o8RBb8uOq6s12Udm5VQe-X65Cia4g2YYYdiuOJQWvQ-qxomAveOJ0

Covid-19: Fiocruz vai iniciar estudos pré-clínicos para vacina

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) está conduzindo um projeto brasileiro para o desenvolvimento de uma vacina sintética para o novo coronavírus (Sars-CoV-2). Os estudos agora avançam para a fase pré-clínica, na qual aspectos de segurança são avaliados em modelo animal. A forma sintética da vacina foi escolhida por ser mais rápida, em comparação às metodologias tradicionais, pelo custo reduzido de produção, pela estabilidade da vacina para armazenagem e por não precisar de instalações de biossegurança nível 3 para as primeiras etapas de desenvolvimento (sendo necessárias somente a partir dos estudos pré-clínicos).

Fonte: https://agencia.fiocruz.br/covid-19-fiocruz-vai-iniciar-estudos-pre-clinicos-para-vacina?utm_source=Facebook&utm_medium=Fiocruz&utm_campaign=campaign&utm_term=term&utm_content=content&fbclid=IwAR2YW-3M5WKtDWazQ3sBWe5HE3EmmndTuHFMvwEtKtxIrIaMRfMre-TNy_M

Coronavírus: os riscos de contágio em shoppings centers, que começam a reabrir durante a pandemia

Enquanto o Brasil enfrenta crescimento exponencial de infecções e mortes causadas pela covid-19, diversas cidades flexibilizaram o isolamento social e permitiram a reabertura de estabelecimentos.        

Estudos mostram que a nuvem de gotículas gerada pela fala, espirro ou tosse pode permanecer suspensa no ar durante longos períodos em ambientes fechados. Outras pesquisas apontam que vírus como o Sars-Cov-2 podem permanecer infectantes nessas nuvens de gotículas por horas. Essas características, segundo especialistas, podem explicar porque a transmissão da covid-19 é rápida.

“As atividades coletivas dentro de ambientes fechados têm riscos muito maiores do que ao ar livre. Essa suspensão de gotículas no ar possibilita até que uma pessoa que está andando no mesmo ambiente, mas distante, seja infectada”, pontua a epidemiologista Adélia Marçal dos Santos, especialista em dinâmica em transmissão de doenças infecciosas e professora de Medicina da Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

Segundo Adélia, as máscaras diminuem a propagação das gotículas, mas, ainda assim, existe o risco de transmissão do novo coronavírus. “As máscaras reduzem a contaminação do ambiente, mas não têm a capacidade de proteger as pessoas contra possível aspiração de pequenas partículas em suspensão no ar, que podem conter o vírus”, explica a médica.

Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-53000671?at_custom2=facebook_page&at_campaign=64&at_custom3=BBC+Brasil&at_medium=custom7&at_custom1=%5Bpost+type%5D&at_custom4=A899F76A-ABE6-11EA-8769-2E233A982C1E&fbclid=IwAR1ykl0CddsQqKNe8gpmlEt4-Kt5WtTcEgp_rdcjYiYCr1XuWiOkBTUb_YA

Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças – Diretrizes para liberação e fim do isolamento no contexto da transmissão generalizada na comunidade do COVID-19 – primeira atualização

No contexto de ampla transmissão da comunidade, com a escassez contínua de materiais de laboratório e reagentes que afetam a capacidade de diagnóstico e com pressão significativa sobre os sistemas de saúde como um todo, os critérios de liberação anteriormente desenvolvidos para os estágios iniciais da disseminação do SARS-CoV-2, sem transmissão pela comunidade, não são mais aplicáveis em larga escala. No entanto, existe uma necessidade crescente de alta dos pacientes dos hospitais logo após a melhora dos sintomas para manter a capacidade de assistência médica a pacientes graves e gravemente enfermos.

Portanto, há uma necessidade urgente de critérios atualizados de liberação. A atualização atual reflete as informações disponíveis no momento da sua publicação, podendo mudar se houver mais informações sobre o período de incubação da SARS-CoV-2 infecção e disseminação.

Fonte: https://www.ecdc.europa.eu/sites/default/files/documents/covid-19-guidance-discharge-and-ending-isolation-first%20update.pdf

COVID-19 – FDA autoriza o primeiro teste de sequenciamento de nova geração para diagnosticar o COVID-19

A Food and Drug Administration dos EUA emitiu uma autorização para a Illumina, Inc., para o primeiro teste de diagnóstico COVID-19 utilizando a tecnologia de sequenciamento de nova geração. A FDA autorizou o teste Illumina COVIDSeq para a detecção qualitativa de RNA SARS-CoV-2 de amostras respiratórias coletadas de indivíduos suspeitos de COVID-19. O uso da técnica significa que o teste pode gerar informações sobre a sequência genômica do vírus presente em uma amostra, que também pode ser usada para fins de pesquisa.

“Durante a pandemia do COVID-19, vimos a engenhosidade resultante do FDA trabalhando em parceria com o setor privado. Ter uma ferramenta de diagnóstico de sequenciamento de nova geração disponível continuará a expandir nossos recursos de teste. Além disso, as informações de sequenciamento genético nos ajudarão a monitorar se e como o vírus sofre mutação, o que será crucial para nossos esforços para continuar aprendendo e combatendo esse vírus ”, disse o comissário da FDA Dr. Stephen Hahn, MD.

Fonte: https://www.fda.gov/news-events/press-announcements/coronavirus-covid-19-update-fda-authorizes-first-next-generation-sequSérie de seminários on-line – Respiradores para uso do pessoal de saúde durante a pandemia de COVID-19ence-test-diagnosing-covid-19

Webinar on-line – Respiradores para uso do pessoal da saúde durante a pandemia de COVID-19

O FDA realizou um seminário online no último dia 9, juntamente com palestrantes do Instituto Nacional de Segurança e Saúde do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) (NIOSH) e da Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA), sobre respiradores. Confira os slides da apresentação no site do FDA.

Fonte: https://www.fda.gov/medical-devices/workshops-conferences-medical-devices/webinar-series-respirators-health-care-personnel-use-during-covid-19-pandemic-06092020-06092020#event-information

Elaborado por: Laura Czekster Antochevis

Contato: laura_czeats@hotmail.com ou http://linkedin.com/in/laura-czekster-antochevis-457603104


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.