Saiba como a ANVISA regulamentou procedimentos cirúrgicos eletivos, uso de álcoois e demais saneantes, testes rápidos em farmácia e e não recomendação da auto-hemoterapia. Participe de cursos virtuais que a OMS disponibiliza em português sobre esta pandemia e orientações do CDC sobre desinfecção para reabertura de atividades ao final de isolamento social. Também temos link para documento do Instituto de Práticas Seguras no Uso de Medicamentos, para o tratamento do Covid-19. Boa leitura.

ANVISA emite nota técnica sobre procedimentos cirúrgicos durante a epidemia por COVID-19

Foi divulgada nesta quarta-feira (29), a Nota Técnica 06/2020, com orientações para a prevenção e o controle das infecções pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) em procedimentos cirúrgicos, de forma a complementar a Nota Técnica 04/2020.

O documento aborda a organização pré-cirúrgica, a capacitação da equipe, EPIs e recomendações de acordo com o risco, orientações para o ambiente cirúrgico e procedimentos laparoscópicos. Uma importante recomendação, que mudará a rotina dos hospitais que não haviam fechado seus centros cirúrgicos, é a de que cirurgias eletivas não essenciais devem ser adiadas.

Fonte:http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271858/Nota+t%C3%A9cnica+06-2020+GVIMS-GGTES-ANVISA/40edaf7d-8f4f-48c9-b876-bee0090d97ae

Álcool e saneantes no surto de COVID-19: esclareça as suas dúvidas

ANVISA esclarece sobre os álcoois que possuem eficácia comprovada, os cuidados na hora da manipulação e os produtos que podem ser utilizados para a desinfeção.

Fonte:http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/covid-19-alcool-e-saneantes-no-combate-a-pandemia/219201?p_p_auth=Ei0n6IiU&inheritRedirect=false&redirect=http%3A%2F%2Fportal.anvisa.gov.br%2Fnoticias%3Fp_p_auth%3DEi0n6IiU%26p_p_id%3D101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3D_118_INSTANCE_KzfwbqagUNdE__column-2%26p_p_col_count%3D2

COVID-19: testes rápidos em farmácias

A Diretoria Colegiada (Dicol) da Anvisa aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (28/4), a proposta de realização de testes rápidos (ensaios imunocromatográficos) de anticorpos para o novo coronavírus (Sars-CoV-2) em farmácias e drogarias. A medida tem caráter temporário e excepcional e visa ampliar a oferta e a rede de testagem, bem como reduzir a alta demanda em serviços públicos de saúde durante a pandemia. No entanto, é importante ressaltar que os testes não têm finalidade confirmatória, servindo apenas para auxiliar no diagnóstico da Covid-19.

Fonte:http://portal.anvisa.gov.br/noticias?p_p_id=101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU&p_p_col_id=column-2&p_p_col_pos=1&p_p_col_count=2&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_groupId=219201&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_urlTitle=aprovado-uso-de-testes-rapidos-em-farmacias&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_struts_action=%2Fasset_publisher%2Fview_content&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_assetEntryId=5862968&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_type=content

Os riscos da auto-hemoterapia à saúde

A chamada auto-hemoterapia é uma prática que retira o sangue do paciente – com suspeita ou diagnóstico de Covid-19 ou outra doença – para, em seguida, injetar o mesmo sangue no paciente. De acordo com os disseminadores da prática, isso estimularia o sistema imunológico. Ocorre que a auto-hemoterapia não é reconhecida como procedimento médico para nenhum tipo de patologia. Isso porque faltam evidências científicas que comprovem, por meio de estudos clínicos, sua eficácia e segurança. Tampouco existem informações a respeito de posologia, mecanismos de ação, interações, reações adversas etc.

O Conselho Federal de Medicina (CFM), o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e o Conselho Federal de Farmácia (CFF) consideram não haver evidências científicas comprobatórias de que a auto-hemoterapia seja efetiva para tratar quaisquer doenças em seres humanos. Esses órgãos, inclusive, proíbem que seus profissionais pratiquem o procedimento em pacientes.

Fonte:http://portal.anvisa.gov.br/noticias?p_p_id=101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU&p_p_col_id=column-2&p_p_col_pos=1&p_p_col_count=2&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_groupId=219201&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_urlTitle=covid-19-os-riscos-da-auto-hemoterapia-a-saude&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_struts_action=%2Fasset_publisher%2Fview_content&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_assetEntryId=5862767&_101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU_type=content 

OPAS/OMS disponibiliza cursos virtuais sobre COVID-19 em português para profissionais de saúde

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) lançou quatro cursos virtuais de autoaprendizagem em português sobre doenças por vírus respiratórios emergentes, prevenção e controle de infecções pelo novo coronavírus, projetos para unidades de tratamento de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e cuidados clínicos na SRAG. Todas as capacitações são abertas e gratuitas, sem prazo para conclusão.

Fonte:https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6160:opas-oms-disponibiliza-cursos-virtuais-sobre-covid-19-em-portugues-para-profissionais-de-saude&Itemid=875

CDC: Guia de reabertura para limpeza e desinfecção de espaços públicos, locais de trabalho, empresas, escolas e lares

Ainda não faz parte da nossa realidade, mas o CDC publicou orientações para limpeza dos ambientes, para o momento que o isolamento social acabar. De qualquer maneira, podemos implementar algumas recomendações em nossos locais de trabalho, por exemplo.

A nota traz alguns lembretes importantes sobre o coronavírus e a redução do risco de exposição:

– Em superfícies e objetos, o coronavírus morre dentro de horas a dias. Temperaturas mais altas e exposição à luz solar reduzirão o tempo que o vírus sobrevive em superfícies e objetos.

– A limpeza de rotineira com água e sabão remove germes e sujeira das superfícies  e reduz o risco de propagação da infecção por COVID-19.

– Desinfetantes matam germes em superfícies. Matando germes em uma superfície após a limpeza, você pode reduzir ainda mais o risco de espalhar infecções.

– Armazene e use desinfetantes de maneira responsável e apropriada, de acordo com o rótulo. Não misture alvejantes ou outros produtos de limpeza e desinfecção – isso pode causar fumaça que pode ser muito perigosa para respirar. Mantenha todos os desinfetantes fora do alcance de crianças.

– Não use demais ou armazene desinfetantes ou outros suprimentos. Isso pode resultar na falta de produtos apropriados para uso de outras pessoas em situações críticas.

– Sempre use luvas apropriadas para os produtos químicos utilizados quando estiver limpando e desinfectando.

Fonte:https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/community/reopen-guidance.html 

Cofen e OPAS selecionam 24 experiências inovadoras

O Laboratório de Inovação em Enfermagem, promovido pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no Brasil, selecionou 24 experiências que vão compor a próxima etapa da iniciativa, que prevê visitas técnicas nos territórios para o conhecimento das inovações introduzidas pela categoria no Sistema Único de Saúde (SUS). As visitas serão agendadas após o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

Fonte:http://www.cofen.gov.br/cofen-e-opas-selecionam-24-experiencias-para-visita-do-laboratorio-de-inovacao_79418.html

ISMP Brasil publica boletim com potenciais medicamentos para o tratamento da Covid-19

O Instituto de Práticas Seguras no Uso de Medicamentos (ISMP Brasil) publicou boletim com o objetivo promover o uso seguro de medicamentos considerados, pela Organização Mundial da Saúde, potenciais para o tratamento da COVID-19.

Fonte:https://www.ismp-brasil.org/site/wp-content/uploads/2020/04/BOLETIM-ISMP-BRASIL_COVID-19.pdf

 

Redigido por: Laura Czerkster Antochevis



Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.