As infecções hospitalares (IH) sempre existiram no setor de saúde e na prestação dos serviços em unidades hospitalares e no final do século XIX e início do século XX começaram a ser estudadas com maiores detalhes, principalmente diante da constatação do aumento do número de pacientes que eram internados para tratar de doenças variadas e tinham uma piora no seu estado de saúde devido a presença de infecções.

Diante dessa relevância a organização de saúde deve estabelecer uma política com diretrizes claras, para que, ações de controle dessas infecções sejam realizadas de forma padronizada. A verificação e monitoramento constante das infecções Hospitalares tem sido um dos principais índices de análise de qualidade da assistência que uma instituição presta ao paciente. Diante deste contexto, o objetivo deste trabalho será buscar o aprimoramento das ações de prevenção e controle de infecções hospitalares através da proposta de implementação de ferramentas da qualidade.

De forma específica busca-se refletir sobre a importância da elaboração e aplicação de estratégias e condutas padronizadas que permitam à Instituição um eficaz controle de infecções hospitalares em todas as suas áreas.

Autora: LEILANE SOUZA PRADO

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.