A pneumonia associada à ventilação mecânica é uma das infecções mais comuns na unidade de terapia intensiva, sendo que a higiene oral é um fator modificável para o seu surgimento. Esta pesquisa teve como objetivo descrever a importância da higiene oral em pacientes sob ventilação mecânica.

Foi realizada uma pesquisa de revisão bibliográfica no período de 2009 a 2014 nas bases de dados: Ciências da saúde (Lilacs), Scientific Electronic Library Online (Scielo) e Pub med onde foram selecionados 23 artigos disponíveis em português, inglês e espanhol. A análise foi realizada após a leitura do material.

Com os resultados foi identificado que não há evidências para afirmar a técnica correta e frequência exata para o procedimento, contudo, o uso da clorexidina ainda é o mais recomendado e a associação de fatores como elevação da cabeceira a 30° e 45°, verificação do cuff associadas à higiene oral e aspiração orotraqueal podem reduzir a incidência de pneumonia associada à ventilação mecânica.

Conclui-se que a higiene oral além de gerar bem estar aos pacientes criticamente enfermos gera outros benefícios tão mais importantes como a prevenção de infecções orais e sistêmicas. Com relação ao anti-séptico a ser utilizado durante a higiene oral a clorexidina foi então à substância mais utilizada, no entanto, novos estudos devem ser realizados para verificar qual a concentração mais eficaz e a periodicidade de sua administração, já que os estudos analisados ainda são poucos e não possuem um nível de evidencia alto para a sua utilização.

Autora: CIBELI FRANCISCONI

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.