A coqueluche é uma doença de notificação compulsória imediata, que acomete principalmente menores de 1 ano, sendo diagnosticada através do isolamento da Bordetella pertussis. A vacinação é o principal meio de prevenção deste agravo.

Objetivo: Descrever as ações da vigilância epidemiológica no controle da coqueluche, evidenciando as medidas de precaução e a importância da notificação.

Método: Trata-se de uma revisão bibliográfica, a partir dos principais artigos abordando o tema de interesse em português e inglês, publicados nos últimos anos, selecionados nos seguintes bancos de dados: SciELO, LILACS e BIREME e pesquisa em Manuais do Ministério da Saúde do Brasil.

Resultados: Através da notificação da coqueluche, foi observado a reemergência deste agravo, portanto as ações da vigilância epidemiológica visam identificar precocemente a circulação da doença subsidiando ações para prevenção deste agravo.

Conclusão: O trabalho da vigilância epidemiológica é de suma importância para o monitoramento e controle da coqueluche.

 

Autoras: GEISA MARÇAL DA SILVA & JEMIMA DA PAIXÃO JESUS

 


Ficou interessado? Veja nossos cursos MBA em CCIH e CME.