Microbiologia Alcides

Wednesday, the 14th of July 2004
  tadeu: oi Ana e Alcides, tudo bem com vocês?

  Alcides: Parece que micro perdera para o jogo

  Alcides: Boas Tadeu

  anahelena: olá Dr Tadeu, estava precisando falar com vc!

  tadeu: já iniciei a gravação do chat de hoje. Estamos aqui para mais um chat, hoje rcebendo o Alcides para debatermos CCIH e microbiologia. Boa noite Alcides e Ana. Hoje teremos a concorrência do jogo, mas vamos em frente

  Alcides: 3 a um para o Brasil

  tadeu: Alcides, vamos começar nosso chat, pois se mesmo agora poucos entrarem, depois muitos lêem o que escrevemos e fica gravado

  Alcides: Vamos nesta

  tadeu: Alcides, fale um pouco sobre você e seu interesse pela microbilogia

  Alcides: Sou Biome'dico formado a 18 anos

  Alcides: Meu professor de micro sempre dizia que seria microbiologista

  tadeu: e desde o início atuou em microbiologia?

  Alcides: Tive em Sorocaba sociedade em Laboratorio

  Alcides: E fazia todos os setores

  tadeu: o interessse em microbiologia foi despertado por que?

  Alcides: Porem a micro foi se tornando minha paixão

  tadeu: esse laboratório era vinculado a algum hospital?

  Alcides: Porque os "bichos"são sempre diferentes eles sempre nos desafiam

  Alcides: Não,era o Patologia Clinica e o semec

  tadeu: seu contato mais direto com hospital começouy quando?

  Alcides: Quem me incentivou na e'poca foi o Dr Ribeiro medico patologista de Sorocaba

  Alcides: E da Puc

  Alcides: Contato com Hospital 13 anos

  tadeu: como vc vê a importancia da microbiologia para um hospital?

  Alcides: nA ROTINA DE hOSPITAL AI SIM mICRO PURA APRENDI MUITO

  Alcides: Funfdamental,seria a mesma coisa de um hospital sem médico

  tadeu: conte um pouco sobre isso?

  Alcides: Especialmente em CCIH

  Alcides: Sem uma microbiologia bem feita ,o Hospital vai ao caos

  Alcides: Pois os gastos com por ex antibioticos podem fugir do controle

  tadeu: você acha possível um hospital não ter CCIH ou microbiologia?

  Alcides: Financeiro sem atender ao paciente

  Alcides: Sei que muitos não tem

  Alcides: porem é imoral

  tadeu: oi Luciano, boa noite, estamos aqui com o Alcides discutindo sobre microbiologia e CCIH

  Luciano: Boa noite!

  Alcides: As Infecções Hospitalares (IHs) têm significado alto risco à saúde dos usuários dos hospitais. Cerca de 10 milhões de pessoas adquirem as infecções

  Alcides: Desse universo, quase 300 mil morrem

  tadeu: é possível tratar ou prevenir adequadamente as infecções hospitalares sem um bom supporte de microbiologia?

  Alcides: Acho que prevenir ainda é razozvel

  Alcides: porem tratar é quase impossivel

  tadeu: para esclarecer nossos "chatistas", coloque para nós, como a microbiologia auxilia na prevenção das infecções hospitalares

  Alcides: Por isto é fundamental uma micro e ccih com capacitações em serviço

  Luciano: Alcides, como fazer nos hospitais pequenos e de recursos escassos que não possuem suporte de microbiologia local?

  Luciano: melhor, dizendo, suporte local de microbiologia

  Alcides: É um grande problema

  Alcides: Ai deve-se investir em açoes preventivas aoi menos

  Alcides: Fica dificil caracterizar um surto

  Alcides: E micro tercerizada é muito perigoso

  Alcides: A micro tem que estar no Hospital junto com o Microbiologista

  tadeu: (e de preferência, participando ativamente da CCIH)

  tadeu: Vocês conhecem aquele levantamento que o Ministério da saúide fez em 1944 com 99 hospitais terceários ligados ao SUS, em grandes centros do paíos?

  Alcides: Sim Tadeu eu quando estava na CCIH participava ativamente

  Alcides: !994

  tadeu: ops é 1994

  Luciano: Num hospital de 80 leitos, o laboratório de microbiologia que lhe dá suporte é terceirizado e fica a cerca de 40 km de distância, o que significa demora de várias horas no transporte de amostras e dificuldade no acompanhamento de seu estudo. Como fazer para obter um controle de qualidade mínimo q ofereça confiabilidade aos resultados?

  Alcides: Deste universo de HospitAIS poucos atenderam ao esperado

  tadeu: nesse levantamente o apoio administrativo à CCIH e o laboratório de microbiologia foram as ações que menos estavam desenvolvidas

  Alcides: Luciano é muito longe

  Alcides: ë de interesse a tercerização

  Alcides: No entanto oa Micro tem que estar mais pr/oxima

  Alcides: Pois vcs correm um grande risco de identificação errada

  Luciano: Entendo.

  Alcides: E desta forma resultados que levarão o Clinico a uma medicação não adequada

  Alcides: Ai vem a resitencia bacteriana

  tadeu: qual o tempo máximo que um material microbiológico deve ser processado?

  Alcides: Cabe a CCIH ver custo/beneficio em se ter a Micro

  Luciano: Curioso o resultado desse levantamento de 94, em relação ao apoio adm e o lab de micro... deveriam ser mais desenvolvidos e não são.

  Alcides: Imediatamente após coleta

  Alcides: Sou extremamente exigente quanto a isto

  Luciano: Durante qto tempo pode ser utilizado o meio de tranporte (cultura)?

  Luciano: meio de cultura de transporte

  Alcides: Em temperatura de 35 graus (estufa) em BHI pode-se repicar até 24hs depois

  Alcides: As culturas de rotina

  Alcides: Em meio ambiente se preconiza uma tolerancia de até 2 hs

  Alcides: Porem o ideal é colher e semear

  Luciano: Boa noite BB!

  BB: Boa noite a todos

  Alcides: Ira se obter um resultado fidedigno

  BB: Oi luciano

  Alcides: Boa Noite BB

  Gustavo: Boa noite a todos

  Luciano: Pergunta de ignorante: pode-se usar cadeia de frio para conservar a amostra durante transporte rodoviário?

  Luciano: Boa noite Gustavo!

  BB: Boa noite Alcides

  tadeu: boa noite, hoje estamos "chateando" o Alcides para debatermos CCIH e microbiologia

  BB: Boa Noite Gustavo

  Alcides: Pode mas não é o ideal

  BB: Boa noite Tadeu tudo OK?

  Alcides: A probabilidade de contaminação é bem maior

  Alcides: O ideal Luciano é que os profissionai se unam para ter uma Micro e uma CCIH de qualidade

  tadeu: pergunta de um ignorante: o que é cadeia de frio?

  Luciano: E se o vasilhame de transporte for lacrado e refrigerado? isso muda alguma coisa?

  Luciano: Cadeia de frio é geladeira e similares

  BB: Alcides pode explicar qual o momento exato para colher a hemocultura? Na ascenção da temperatura mas qdo?

  Alcides: Dpende Luciano isto é complicado quando se autoriza vira regra

  Luciano: Boa pergunta BB, eu tb tenho essa dúvida

  tadeu: tudo bem BB

  Alcides: O ideal para hemo é ser colhida quando a temperatura estiver subindo

  tadeu: olá Flavia, boa noite

  Luciano: Boa noite Flavia!

  BB: Oi flavia

  flaviamelo: Olá pessoal,boa noite.

  Alcides: E ser feita 3 coletas

  BB: Qdo começar a subir? mas qdo se usa antitérmico?

  Alcides: Com a maior rigidez na antissepsia

  tadeu: para a anti-sepssia, álcool ou PVPI?

  Alcides: Para não se obter resultados falseados

  Luciano: Eu suspendo o antitérmico qdo pretendo colher hemocultura...

  Gustavo: Alcides, tenho uma pergunta ? recentemente fiz uma cultura de uma ferida e cresceu: Proteus, pseudomonas, acineto, sataphilo coaguase neg e aureus...

  Alcides: Usar Alcool 70 e PVPI

  Gustavo: O que eu trato ? a bacterioscopia somente tinha cocos gram positivos...

  BB: E em 3 locais de coleta diferentes, ccom intervalo de 10 min não?

  Alcides: Eu não aconselho a cada 10 minutos embora seja uma orientação do medico assistente

  tadeu: Gustavo estavam tratando essa ferida com uma solução de agar?

  Luciano: Boa noite Silmara!

  tadeu: oi Silmara, boa noite

  Alcides: Gustavo colha novamente o exsudato da ferida

  silmara: Boa noite, pessoal

  Alcides: Poi a gram - e gram = porem a bact não bate

  Alcides: Gram+

  Gustavo: Nâo Tadeu, é uma paciente que foi jogada de um caminhão numa auto-pista, e teve uma lesão por explosão.

  BB: Alcides, semana passada num dos CTis que trabalho. Foram fornecidos 4 microorganismos diferentes 1 p/ hemocultura, 1 p/ a pta de cateter , 1 p/ bal e outra p/ urina, Tratar o quê?

  Alcides: Usualmente se identifica Pseudomonas e Estafilococos aureus

  tadeu: Flavbia vc recebeu/ respondeu meu E-mail?

  Gustavo: Alcides, eu tratei com Cipro e Vanco, e ela tem melhorado, por enquanto...

  BB: Oi Silamara

  Alcides: Do mesmo paciente?

  BB: mas não é incrível. Pedi explicações ao lab

  silmara: Oi, BB...

  flaviamelo: Sim tadeu recebi e respondi, passei um novo email para que possa me enviar as aulas.

  Alcides: Cuidado com resistencia a vanco Enterococos

  Gustavo: BB, se você nã sabe o que tem..., dá imipenem... Velho ditado de infectologista...

  Alcides: Mas se fosse vc colheria nova amostra mesmo em uso de ATB

  tadeu: ainda não li os E-mail do curso hoje, mas logo ao ler enviarei pra você. Mas as aulas já estão disponíveis no site

  Gustavo: Já colhi, esta em andamento.

  BB: boa Gustavo! Até que enfim BOA noite

  Alcides: Ok

  Luciano: Imipenem é bom, mas faz muita pressão seletiva, especialmente sobre Pseudomonas

  BB: Novas amostras de tudo? inluso cateter?

  Gustavo: Se você não sabe o que faz, dá fortaz... do mesmo ator)

  BB: Incluso

  Gustavo: Autor, desculpe...

  Alcides: Pode entrar com Amica ou cefatdizima para pesudomonas

  BB: Ator e autor

  Luciano: Alguém me ligou dizendo q não consegue baixar as aulas, pq o site nega acesso.

  tadeu: quando acontece isso, primeiro deve-se conferir a senha e o username

  Gustavo: Tadeu você leu meu e-mail ? faz 2 semanas, e nâo tenho resposta

  Alcides: Sim novas amostras porem sem sinal logistico desnecessario ponta de cateter BB

  Luciano: Vou entrar na página para ver o q acontece.

  tadeu: (estou reduzindo o tamanho dos arquivos das aulas para facilitar a captura via intertnet

  Alcides: Para vcs refletirem

  Gustavo: Alcides, tratei com Cipro, que cobre pseudomas e o proteus, dose elevada 1500mg/dia

  tadeu: oi Gustavo, li e enviei uma respsota inicial

  Gustavo: Tadeu não recebi...

  BB: Essa é quente. Num dos H. q trabalho foram identificados 2 casos de Propofol provavelmente contaminados c/ microorganismos. Fizemos o estudo do 2 casos. Alguém quer comwentar?

  tadeu: vou enviar de novo depois do chat

  Alcides: Gustavo se esta havendo resposta clinica não mude

  Gustavo: Obrigado.

  Luciano: BB, o q é Propofol?

  Alcides: É geralmente aceito sem maior discussão que o objetivo das Ciências da Saúde deve ser a promoção da saúde, através da prevenção das doenças, e que, no caso das doenças infecciosas, isto equivale a reduzir, de forma progressiva, a incidência de doenças infecciosas, através de estratégias combinadas, que visam a simultaneamente diminuir a exposição a agentes infecciosos, aumentar a resistência do hospedeiro através de vacinação e aumentar a eficácia dos tratamentos, de maneira a reduzir a transmissão

  Gustavo: O problema é que foi uma lesão imensa..., estamos conduzindo como GRANDE QUEIMADO...

  Luciano: Gustavo, qual a idade da paciente?

  Alcides: Foi isolado Pseudomonas aeruginosa

  Gustavo: 32 anos...

  Gustavo: Foi, sensivel a amica, etc...

  tadeu: Gustavo, esses microrganismos foram isolados logo à admissão do paciente ou depois de sua hospitalização (os do caso da escara)

  tadeu: oi Flavia vc caiu?

  BB: Luciano é uma subst. usada p/ anestesia

  flaviamelo: Sim Tadeu.

  Alcides: Então sensivel a amica e respondendo espere a nova cultura

  Gustavo: Foi isolado em cultura deincisão cirurgica que teve diescência de sutura pois a paciente é extremamente obesa, com 7 dias de internada.

  BB: tava procurando no DEf mas o que tenho é antigo

  Luciano: BB, inalatória ou endovenosa?

  BB: Endo

  tadeu: vamos primeiro discutir o caso do anestésico e depois o da escara, assim desembaralha um pouco, que tal?

  Gustavo: Ok.

  flaviamelo: Tadeu no site estão todas as aulas do segundo modulo?

  BB: Muito utilizada

  Luciano: Vanilda, boa noite!

  Alcides: Boa Noite Vanilda

  tadeu: já estão no site todas as aulas que foram dadas até agora

  vanilda: Boa noite pessoal

  tadeu: oi Vanilda

  tadeu: hoje conversamos com o Alcides sobre microbiologia e controle de infecção

  vanilda: estive fora do ar , depois de uma coleçao de virus. agora tudo vacinado

  BB: Posso discorrer tadeu?

  tadeu: BB qual foi o microorganismo isolado no anestésico?

  silmara: Olá , Vanilda...

  tadeu: claro BB

  BB: 1 dos casos estudados após 4 h de colonoscopia houve leucocitose c/ o dobro da original e awpós 4 h novamente o dobro. Iniciado atb tienam. remissão

  BB: o outro caso ocorreu leucopenia (1800) c/ choque após 4 h de cirurgia neuro.

  Alcides: Foi identificado o agente causal?

  BB: Mesmo lote depropfol que foi mandado p/ análise em lab. p/cultura. negativa.

  BB: Suspeita: toxinas??

  flaviamelo: Tadeu, desculpe não estou conseguindo me manter conectada.

  tadeu: por que vcs acham que foi o anestésico a causa?

  Alcides: Cultura para bacteria,fungo

  tadeu: sem problemas Flavia, só não se machuque com as quedas....

  BB: Pq foi a única medicação em comum

  Luciano: Flavia, qual o tipo da sua conexão?

  Alcides: Mas cultura negativa?

  Alcides: Vcs tem micro no Hospital?

  BB: Nergativa

  flaviamelo: Pode ficar despreocupado, as quedas não me impedirão de estar presente no próximo encontro.

  BB: Alcides toxinas??

  flaviamelo: Brincadeirinha...é claro.

  tadeu: e guente firme neste também Flávia

  Alcides: Fizeram algum teste para verificar posivel toxina?

  BB: Não

  Alcides: Então dificil saber

  tadeu: mas por que vcs estão implicando uma medicação. Ambos pacientes foram submetidos também a cirurgia?

  Alcides: Ainda mais com cultura negativa

  Luciano: Flavia, se estiver usando acesso discado (dial-up), feche todos os aplicativos q não estiver usando para se manter conectada e todas as janelas do navegador q não estiverem em uso, assim como cliente de email etc

  BB: descoberi que num outro h. meu cliente de med. trab. tb tiveram problemas de contaminaáão confirmada c/ propofol

  Luciano: Flavia, resumindo, mantenha aberto somente o estritamente necessário para se manter no chat.

  flaviamelo: Tudo bem, Luciano.

  BB: tadeu 1 de Colono outro de cir. neuro

  BB: Se voces quizerem posso fornecer o lote do produto. tadeu acha recomendável?

  Alcides: Mas BB cultura negativa?vcs tem micro no Hospital?

  tadeu: as infecções foram caracterizadas com da corrente sanguinea?

  BB: Sim negativa

  BB: As Antas não colheram hemo

  Alcides: Pacientes com sepse

  Alcides: BB tem Micro no seu Hospital?

  tadeu: de comum eles tiveram bacteremia cerca de 4 horas após cirurgias, foi isso?

  Gustavo: Estou de volta...

  BB: Microbiologia ou microcomputador?

  Luciano: Microbiologia, né BB.... ?!? risos

  BB: PC tem Microbio acho que sim??

  Alcides: microbiologia

  Alcides: E depois entraram em choque,certo

  BB: Sim Tadeuc/ Leucocitose e outro com penia

  Alcides: BB vcs tem o Laboratorio de Microbiologia dentro do Hospital?

  tadeu: eu acho que com esses seus dados é difícl relacionar aos anestésicos. Outros fatores podem ser implicados.

  Alcides: Concordo com vc Tadeu

  tadeu: Alcides, o fato de um ter leucocitose e outro leucopenia torna mais provável serm agentes distintos ou tem nada a ver isso?

  Alcides: Podemos falar sobre

  Alcides: Concordo um com aumento de leucocitos e outro com diminuic'~ao,parece casos distintos

  Alcides: BB e o Laboratorio?????????? rss

  tadeu: então seria mais uma pista contra uma possível fonte comum de contaminação

  BB: o lab não achou nada

  Alcides: Sim mas o que esta estranho ;e cultura negativa

  BB: Tnas?

  tadeu: BB, acho importante desenvolver um protocolo para possíveis reações pirogênicas ou sepese em pacientes recendo terapia endo venosa

  BB: toxinas?

  waib: boa noite a todos!

  Alcides: Sim BB mas esta onde o LaborATORIO

  tadeu: olá Waib, boa noite

  Luciano: Waib, boa noite!

  BB: tadeu No Hospitaal

  Alcides: bOA nOITE wAIB

  Gustavo: Boa noite, Luis Fernandao

  BB: Desculpe Alcides no Hospital

  BB: Oi Waib

  Alcides: Ah achou rssss

  Alcides: Quem faz micro ai BB?

  BB: Ninguém digno denota

  Alcides: não BB qual o profissional que faz micro?/e Biomedico,medico,etc

  BB: Luciano qdo são as próximas aulas. preciso comprar passagem

  BB: biomédico

  Alcides: A micro quando bem feita tem que ienteragir com o clinico

  BB: Agora estamos tentando isso

  tadeu: então BB, acho que nesse caso que vc levantou faltam dados para se concluir a respeito da fonte desses casos de infecção. Um protocolo para reações pirogênicas ou sepse, colewndo hemocultura desses casos, amostras da solução indundida e pesquisa de pirogênio em tudo isso, seria o ideal

  Alcides: Saber doeça de base,antibioticoterapia

  BB: Já volto

  tadeu: olá Vera, boa noite

  Alcides: E principalmente microbiologia

  paivavera: boa noite a todos

  tadeu: as próximas aulas serão dia 6 e 7 de agosto.

  tadeu: Vamos discutir agora o caso do gustavo?

  tadeu: aqula escara com vários microrganismos....

  Alcides: Tadeu ai porque a Microbiologia e sua integração com A CCIH

  Luciano: O chat parou?

  tadeu: gustavo resuma pra nós o caso

  paivavera: Nestes dias vamos apresentar o trabalho deste modulo

  Luciano: Vera, preciso conversar com vc

  Luciano: Desculpem-me, o chat parou de rolar aqui na minha tela... daí a pergunta

  tadeu: vão sim e na seman que vem faremos um chat especial sobre esses trabalhos

  Alcides: Luciano de olho na telinha rsss

  tadeu: Alcides, como vc ve a microbiologia ajudando a CCIH e vice versa?

  paivavera: Luciano pode falar

  Luciano: Vera, vou criar uma sala privada, para não atrapalhar o chat principal, ok? Dá para acompanhar as duas janelas ao mesmo tempo, sem conflitos.

  Alcides: A micro fazendo culturas com conhecimento do profissional que a faz

  Alcides: Oreientando a CCIH e normas de coleta

  Gustavo: Paciente de 32 anos foi jogada de um caminhão em uma auto-pista, teve uma lesão extensa por explosão, é obesa. Lesão começa no sacro desce pelo suco intergluteo, contorna o anus e inveda perineo até fin dos grandes labios.

  Alcides: Padroniza'~ao de TSA

  Alcides: Agilizando exames de bact

  Luciano: Gustavo, ela caiu sentada na autopista?

  Gustavo: Foi suturada com antibiotico terapia no inicio, kefazol

  Gustavo: Caiu sentada, com fratura de bacia e umero direito

  Gustavo: Detalhe paciente de "vida facil"...

  JoséElias: Boa noitet a todos.

  helenx: ei boa noite para todos!

  Gustavo: Continuando... Evoluiu com diescência de sutura no quarto pos-op, fiz uma cultura da secreção da incisão cirurgica.

  tadeu: olá Zé Elia e Hellen, tava com saudades de vocês....

  Luciano: Boa noite Helen e JoséElias!

  Alcides: "vida Facil" ? ja pensou em doença por gonococo?

  JoséElias: Igualmente, Tadeu. Tudo bem?

  Gustavo: Cresceu: Proteus mirabilis, Acineto sp, Pseudomonas aeroginosas, Staphilo aureus e Staphilo caog neg

  helenx: Oi Tadeu, como vai?

  helenx: Oi Tadeu, como vai?

  tadeu: hoje conversamos com o Alcides sobre microbiologia e CCIH. O gustavo está nos contando um caso que quer debater

  tadeu: to feliz com a volta de vocês ao chat.

  Gustavo: Bacterioscopia somente cocos gram neg

  tadeu: Zé vc recebeu o retorno do meu E-mail confirmando a participação na jornada em São Roque?

  Alcides: Dois não fermentadores um gram- e dois gram +

  tadeu: BB vc está online?

  Alcides: Com certeza um destes agentes é a causa da infecção,porem não todos

  tadeu: quais tópicos vc gostaria de discutir Gustavo?

  Gustavo: O problema é que ela evoluiu com um GRANDE QUEIMADO, com necrose extensa, está muito feio... Se fosse homem seria "Fournie"

  Alcides: Foi feito cultura de todos os microorganismos isolados?

  tadeu: primeira coisa me salta aos olhos: a diferença do Gram com o resultado de cultura. Alcides esse é um fenòmeno comum? o que pode explicar isso?

  Gustavo: Gostaria de discutir: Como avaliar uma lesão com multiplos agentes? Do ponto de vista Microbiologico e terapeutico.

  Gustavo: Todos tem cultura e antibiograma.

  Alcides: Pode acontecer Tadeu

  helenx: Gustavo vc quis dizer que só homem tem fournie?

  Alcides: Pois a cultura é mais especifica ao crescimento bacteriano

  tadeu: é por que uma espécia tem em maior número ou é por acso, do local onde colheu a amostra?

  Alcides: E o gram pode ser por falha na coleta

  Gustavo: Helen por definição sim, em mulher é fasceite necrotizante.

  Alcides: Ai aparecer só gram -

  Alcides: Eu me fiaria mais na cultura neste caso

  waib: Gustavo, como vc explica uma bac com cocos gram(-) e uma cultura negativa para Neisseria?

  Gustavo: As vezes o gram pode ser por defict do corante, não ?

  helenx: Isso e comprovado?

  waib: Ou uso de beta-lactamicos?

  waib: Estava tomando ABT?

  tadeu: olá Jackline, boa noite

  Gustavo: Neisseria não cresce facil assim, ou estou errado ?

  waib: os cocos eram agrupados? intra ou extra-celulares?

  Alcides: Sim o uso do corante em gram deve ser sempre reavaliado

  BB: já voltei tava lendo o log

  Gustavo: Estava em uso de Clinda.

  Alcides: Neisseria cresce em parcial anaerobiose

  tadeu: Jakline de onde vc tecla?

  Gustavo: Mas não em um pequeno Lab...

  Alcides: Em meio de Agar chocolate co atb e agar sangue

  waib: Gus, clinda nao era pra tornar um G+ num G-

  waib: Só antibioticos que agem na parede poderiam falsear um Gram

  Alcides: Ou uam coleta inad3equada ou corante vencido

  tadeu: é comum haver erro técnico na realização ou interpretação de um Gram?

  waib: E se a atmosfera pra Neisseria tem que ser enriquecida em CO2 entao pode ser um outro agente a ser somado na sua lista

  BB: luciano meu micro tá muito lerdo

  Gustavo: A Todos desculpe, a bacterioscopia era de cocos gram POSITIVO, digitei errado....

  waib: tadeu a aula do meu grupo vai falar disso tambem...rss

  BB: Até o rato tá devagar. Que faço

  Alcides: Camera de Gaspak,parcial anaerobiose

  waib: aaaahhhhh

  paivavera: luciano sai da sala sem querer e nao soube voltar,

  Luciano: BB, desde quando seu micro está muito lerdo?

  waib: alcides pode ser na lata de nescau + vela mesmo?

  Alcides: AAAAAAhhhhhhhhhhhhhhhhhh rs

  BB: há uns 10 min

  Luciano: Hj as quedas estão mais frequentes, pode ser a internet ou a sala

  Alcides: Não aconselho lata de nescau e sim Gaspak com velA RS

  helenx: Tadeu para limpar cânula de traqueostomia eu posso utilizar agua comum?

  Luciano: BB, acho q é melhor sair e reinicializar o micro, rebootar mesmo, se for o caso puxando o fio da tomada e religando

  tadeu: a pergunta do gustavo é muito importante (lá atrás) como interpretar essa cultura com múltiplos agentes? o que valorizar?

  waib: pq nao posso usar a vela alcides? nao dá a concentração de co2 adequada?

  BB: Pq Nescau e nào de leite ninho só pra fazer merchandising

  waib: BB o leite ninho tem tampa de plastico que derrete com a vela! rsss

  Alcides: iSTO MESMO wAIB

  Luciano: quem tem tampa de plastico é o Nescau.... a do leite Ninho é metálica... rsssss

  tadeu: ué os dois não são da Nestle.....

  BB: Ah não entende nada de cozinha. O de nescau é que é de plático seu mané

  waib: po aqui a de nescau é de metau?? rsss

  waib: nao me crucifiquem!!! rsss

  Luciano: Ué, Waib, será q é estoque antigo?

  Alcides: Multipols agentes em tempos de multirresistencia todos devem ser valorizados

  BB: ë metau em ritmo de Simone do BBB

  waib: deve ser eu nao tomo mais nescau, agora só todynho

  BB: Ele é rapaz de "Todynho"'

  BB: ihihihihi

  Alcides: O propio estafilococos gram negativo tem grande importancia

  tadeu: Gustavo, foi realizada biósia da ferida?

  helenx: o que e isso? lata de nescau?

  Gustavo: Então em multiplos agentes devo inicar com largo espectro de saida ?

  paivavera: Luciano como estou de plantao vou ter que sair, mas pode me ligar, na sec meu tel 33506673 email verarc

  Gustavo: Não Tadeu.

  Alcides: Agora o TSA pode filtrar mais as informações

  Luciano: vou anotar o numero Vera

  Luciano: qual é o email mesmo, Vera?

  Alcides: Gustavo o que deu o TSA?

  waib: de acordo com o livro da Carmem Oplustil, devem ser valorizados: o agente predominante em placa, S. aureus, Strepto beta-hemolitico e P aeruginosa, alem de outros microorganismos significativos como o alcides colocou

  tadeu: as vezes é difícil distinguir colonização de infecção nesses casos de feridas abrtas

  BB: Luciano qual o horário da aula do dia 6??

  helenx: Tadeuuuuuuuuuuuu vc ñ me respondeu, sobre acânula

  Gustavo: O que é TSA ?

  jackeline: olá! estou precisando de informações recentes sobre o Enterococcus resistente à vancomicina, para a minha dissertação de mestrado, pois estou com dificuldades de conseguir dados no Brasil.

  Luciano: BB tb não sei o horario da aula

  waib: no mesmo livro, ela recomenda que não se faça swab com finalidade de cultura, e sim raspado do bordo da lesão ou biópsia

  BB: Teste de sensibilidade a antibiótico

  Alcides: "Teste de Sensibilidade antimicrobianos

  tadeu: vc pode repatir a pergunta Hellen sei que é sobre cânula e água de torneira

  Gustavo: Proteus, Pseudomonas, sensível a amica, etc...

  jackeline: por favor, alguém está me ouvindo?

  BB: tadeu qual o horário da aula do dia 6??

  Gustavo: Acineto sesível somente a imipenen

  Alcides: Jac vc faz Mestrado onde?

  tadeu: Alcides, vc está trabalhando com Enterococos também em sua tese?

  BB: lamento mas ninguém nesta sal está te ouvindo jackeline

  Gustavo: Staphilos (os dois) sesível somente a vanco]

  helenx: se eu posso simplesmente fazer a higiene da cânula na agua da torneira e ñ com agua esteril!

  tadeu: volta ao horário normal

  Luciano: Jackeline, ouvir aqui é meio dificil, mas acho q todos te leram... o "chateado" da noite está fazendo tese sobre Enterococos tb. (Alcides)

  BB: Oi Vanilda

  jackeline: numa universidade em Niterói, particular

  vanilda: ola, estava com dificuldade s p reconectar

  Alcides: Gram = multirresistente e graqm negatvos sensiveis

  BB: jackeline aqui todo mundo está surdo

  BB: Brincadeirinha

  jackeline: que bom! você tem alguma novidade para me passar?. Você é do Rio de Janeiro?

  tadeu: essa higiene é para limpar secreçoes e depois colocar no mesmo paciente, né?

  Alcides: Faço Mestrado na Unicamp

  BB: A tadeu mas é de manhã ? preciso comprar a passagem

  jackeline: que espetáculo!

  helenx: Sim Tadeu

  tadeu: na sexta feira a aula começará as 13:00 horas e será no Alvorada

  Alcides: Gustavo use atb de largo espectro e repita as culturas

  BB: faz o queê jackekline?

  Luciano: BB, pelo q entendi, volta a ser, na sexta, das 13 às 22

  Alcides: E faça de acordo com o TSA novas avaliações

  BB: obrigada tadeu e Luciano

  jackeline: alcides, qual a sua profissão? você trabalha em CCIH?

  Gustavo: ok

  Luciano: BB, de nada

  tadeu: a água de otnrneira pode estar contaminada com vários microirganismos, geralemtne depois de limpeza pé feita desinfecção da cânula

  paivavera: lucianocoloquei o e-mail na sala

  Luciano: Vera, o email veio incompleto

  Alcides: Sou Biomedico e faço Mestrado em clinica medica -infecção hospitalar -ERV e dou assessoria e docencia em IH

  tadeu: destacam-se entre os microrganismos a pseudomonas e a legionella

  BB: Alcides, há 3 tipos de alcool registrados no Min Saúde.

  helenx: Tadeu vc tem um protocolo sobre isso?

  jackeline: você tem como me mandar informações recentes sobre o VRE?

  BB: 1 - Antisséptico; 2 - saneante e 3 Cosmético

  paivavera: vai la: verarc@prefeitura.sp.gov.br ou

  Alcides: Quak faculdade vc faz?

  tadeu: olá Silmara

  paivavera: paivavera@uol.com.br

  BB: Descobri pq. Devido a qualidade da água pode comentar?

  Alcides: E uso o Antisseptico

  jackeline: plinio leite

  paivavera: Luciano agora acho que foi, Boa noite a todos

  Alcides: Alcool 70 por cento

  BB: Sim

  silmara: Olá, novamente...

  Luciano: Vera, obrigado. Enviarei email ainda hj.

  Luciano: Vera, boa noite.

  BB: oi Silmara

  jackeline: tadeu, gostaria de falar com você!

  BB: boa noite paivavera

  vanilda: Silmara , falei com Andreia sobre o trabalho. ligo amanha

  Alcides: Jac me mande email alcidesfreitas@uol.com.br

  tadeu: a cãnula é artigo semicrítico e deve sofrer desinfecção além da limpeza. Quanto à qualidade da água hospitalar ela deve seguir os padrões de potabilidade. Mas água potável pode ter até Pseudomonas (até 500 UFC por ml)

  tadeu: ...dai o risco do seu uso

  BB: oi Alcides e o meu etanol?

  tadeu: fale Jackline

  Alcides: Tb é bomm BB

  silmara: Vanilda, a Virginia me mandou um e-mail, mas está com vírus...não abre

  vanilda: Waib, estive em sua cidade hoje conhecendo uma fabrica de autoclave

  Alcides: Vamos falar de não fermentadores

  Alcides: Bactérias Produtoras de Beta-Lactamases de Espectro Estendido (ESBL

  helenx: Então pode lavar com agua esteril? Tadeu

  jackeline: que bom poder falar com você! te admiro muito. Gostaria de saber como conseguir literatura no Brasil além da sua sobre os Enterococcus resistentes à vancomicina, para a minha dissertação de mestrado, à partir de 2001

  waib: Vanilda, vc gostou?

  Alcides: A emergência da resistência aos antibióticos beta-lactâmicos , inicio-se logo após que o primeiro antibiótico beta-lactâmico (Penicilina) foi desenvolvido. A primeira produção de Beta-lactamase, foi detectada em Escherichia coli antes mesmo da redução do uso medicinal da Penicilina.O uso da Penicilina, favoreceu uma grande emergência de resistência em

  tadeu: obrigado Jackeline. Você já tentou os mecanismos de busca online?

  vanilda: muito legal

  Alcides: Staphylococcus aureus por plasmídeos (Penicilinase).

  jackeline: sim, mas são antigos e fracos.

  Alcides: Tadeu se a Jac quiser mando bibliografia para ela

  tadeu: o esencial é ter um controle microbiológico da água de seu hospital

  Luciano: Jackeline, já pesquisou pelo Medline e PubMed?

  tadeu: acho que seria legal o Alcides e a jackline se corresponderem , pois vcs estão fazendo pesquisa sobre o mesmo agente

  Alcides: Jac faça sua busca o Luciano ja respondeu

  BB: Tb gosto muito da medline Luciano

  waib: vanilda ta pensando em comprar da baumer, pensa bem hein?

  jackeline: obrigado Alcides, mas a contribuição do Tadeu tamb´´em irá me ajudar muito, além da sua

  Alcides: Sem duvida Jac,o Tadeu é minha bibliografia

  jackeline: já pesquisei, mas não consegui material suficiente, ainda é muito carente material no Brasil

  vanilda: maquina para residuos hospitalares, estamos buscando maior conhecimento para comprar.

  tadeu: gente, assim eu vou ficar inchado. O livro foi escrito até o final de 1999, logo tem muita novidade que vocês devem pesquisar pela internet. Aqui no site mesmo temos vários artigos sobre o tema

  Luciano: Tudo a favor do Tadeu e Alcides darem uma mão pra Jackeline, mas ela deveria tb pesquisar pelo PubMed (National Library of Medicine) e MedLine, que são as ferramentas de busca de pesquisa na área de saúde

  tadeu: tem alguns surtos descritos.

  Luciano: Jackeline, consulte também o portal de periodicos Capes.

  Alcides: Estão sendo utilizados autoclaves

  tadeu: Jackie, aqui no site tem o link para esses sistemas de busca

  Alcides: Para residuos hospitalares

  jackeline: por favor, me diga como encontrá-los, pois tenho dificuldades.

  Rose: boa noite!!

  waib: b´a noite roseli

  Luciano: Tem muito trabalho brasileiro publicado em revista indexada e todos são acessíveis por uma daquelas tres ferramentas q mencionei. As teses estão no portal da Capes.

  Gustavo: Boa noite a todos, estou de plantao e preciso sair, foi muito bom discutir com vocês.

  tadeu: Hellen voltando as cânulas, o pessoal limpa-as com água de torneira e depois as coloca no mesmo paciente?

  Alcides: Journal of microbiology tb é bom jac

  BB: Em falando de resíduos amnhã começ a ser cobrado o plano p/ gerenciamento. RDC 50 não?

  jackeline: luciano, já compareci pessoalmente na biblioteca de Manguinhos por algumas vezes.

  Gustavo: Tadeu, agfuardo seu e-mail

  Luciano: Gustavo, boa noite e bom plantão.

  Rose: boa noite gato.............

  BB: tchau gustavo

  waib: uia

  tadeu: Gustavo esperamos ter ajudado naquele caso que vc trouxe.

  Alcides: Boa Noiote Gustavo

  jackeline: tadeu, me diga como encontrar esse site?

  tadeu: boa noite e até semana que vem onde debateremos especificamentes os trabalhos de final de módulo

  Gustavo: Ajudaram muito, despois conto o final...

  Luciano: Jackie, qual site?

  vanilda: maquina para desinfectar os residuos, triturar e depois destino final..r

  tadeu: jackie vc já navegou pelo nosso site?

  tadeu: legal gustavo, boa noite então

  jackeline: o site que o Tadeu disse que eu posso encontrar.

  BB: boa noite a todos

  Luciano: Eita, não reparei no q o Tadeu disse... rs

  BB: Obrigada Alcides e Tadeu

  vanilda: Boa noite a todos. ate a proxima

  tadeu: Oi Rose, vc entrou tão quietinha, boa noite...

  Alcides: Tcau BB

  BB: Tchau Luciano valeu

  Luciano: Jackie, aqui mesmo no portal do ccih tem uma página de links para tudo isso q mencionei, acho q foi isso q o Tadeu disse

  Rose: oi Tadeu, tudo bem?

  Luciano: BB tchau, de nada beijos

  jackeline: Tenho um pouco de dificuldade para navegar nele, mas já tirei dois artigos traduzidos por você, mas que não consigo descobrir como manda a ABNT as informações.

  tadeu: na página guia de homepages

  BB: BJS a todos

  tadeu: Zé Elias, tudo bem com vc? tá confirmada a jornada em São Roque?

  Alcides: Jac ai vai Referências Bibliográficas

  tadeu: boa noite BB

  jackeline: Tadeu, muito obrigado pela ajuda e até a próxima semana!

  tadeu: ops, Vanilda

  Luciano: Jackie, qual sua dificuldade em navegar neste site do ccih?

  Alcides: CETINKAYA Y, FALK P, MAYHALL CG. Vancomycin-Resistant Enterococcus. Clin Microbiol Rev, Outubro, 2000, Vol. 13, p: 686-707.

  tadeu: qualquer dúvida envie E-mail para ccih@ccih.med.br

  Alcides: SHIN JW, YONG D, KIM MS, CHANG KH, LEE K, KIM JM, CHONG Y. VRE in the Hospital in Corea. Department of Medicine and Laboratory, Hospital of University Soonchunhyang, Seoul, Coréia, 2003, Mar 9, p: 104-5

  Alcides: Não sei se da para entender

  JoséElias: Sim, Tadeu confirmado. Depois entrarei em contato para maaior detalhes e também paraconvidar a todos com o pragrama definido. Lembrando que iniciará no dia 8 de novembro.

  Alcides: Se quiser lhe mando mais

  Luciano: Alcides, pareceu-me q ela quer artigos sobre VRE no Brasil.

  tadeu: acabou de sair a nova edição do livro do Mayhall de controle de infecção. Está muito bom e discute esse tema também. è uma excelente revisão

  Alcides: Ah Luciano isto é dificil mas posso mandar

  tadeu: tem um site específico para buscas em literatura nacional

  helenx: Tadeu quando sera a proxima aula?

  Alcides: No Brasil temos quase nada de ERV

  jackeline: o material mais recente que tenho conseguido é muito pouco, principalmente no Brasil

  tadeu: será no dia 6 de agosto a partir das 13 horas

  Alcides: Mas tenho bons dados que consegui com muito trabaho

  jackeline: Tadeu, por favor, qual?

  Alcides: Jac sua pesquisa é interventiva?

  Luciano: Esses certamente vão pra sua tese, né Alcides... ;-)

  jackeline: Me ajude, Alcides!

  helenx: tudo bem obrigada e uma boa noite para tdos

  Alcides: Não Luciano tenho alguns steps rs

  tadeu: jackie, que tal pedir pros hospitais que t^^em CCIH, qual a incidência de VRE?

  jackeline: Sou enfermeira. É sobre medidas preventivas de disseminação

  tadeu: semana que vem falaremos sobre os trabalhos de final de módulo Helen

  Alcides: Tadeu ja fiz isto não tem dados em ERV

  Luciano: Uau, Alcides tem material sobrando..!!! :-)

  tadeu: nem nas secretarias de saúde (consolidados)

  jackeline: Tadeu, como posso fazer isso?

  Alcides: A minha é interventiva em qutro setores de risco do HC da Unicamp

  helenx: tudo bem! nos falamos na proxima semana

  Alcides: Nem na Anvisa consegui dados Tadeu

  tadeu: cada Estado deve ter uma CCIH na secretaria da saúde que tem como obrigação consolidar essews dados

  jackeline: Alcides, o meu é em todo hospital

  Alcides: Luciano sobrando não mas rss

  tadeu: eu acho que eles ainda não centralizam esas informações lá

  Luciano: Helen, como vai vc? bjs

  Alcides: Sim Tadeu mas não temos

  jackeline: Tadeu, será que por São Paulo consigo alguns dados? Pelo menos de uns dois hospitais?

  Luciano: Alcides, :-D

  Alcides: Jac vc esta pegando pacientes de todos setores e tempo de internação

  tadeu: aqui em São paulo vai começar um programa para coletar sistematicamente essas informações

  jackeline: Tadeu, então esse tipo de informação se torna difícil para conseguir. Você concorda?

  tadeu: acho que sim

  Luciano: Jackie, aqui em SP, no Hospital São Paulo tem um grupo que estuda isso, mas o responsável é uma pessoa muito dificil de lidar, já vou avisando... :-/

  Alcides: Se vc vai coletar especimes biologicos de todos sua pesquisa pode ficar confusa

  jackeline: Não, pois estou correndo contra o tempo, a minha dissertação teve que mudar de uma hora para outra.

  tadeu: seria melhor hemocultura pra começar

  Alcides: Swab retal em unidades com pacientes creiticos

  tadeu: Jackie tente o programa do CQH aqui em São Paulo, deve ter uns dados já consolidados

  Alcides: Mais evidente esta busca para Enterococus faecium e faecalis

  jackeline: Gente, não dá tempo! Preciso de dados de um modo em geral. Tenho alguns dados do hospital que trabalho, mas não tenho autorização para publicá-los

  tadeu: mas a qualidade das informações pode divergir muito

  jackeline: Tadeu, não entendi esse site. Pode me falar ele todo?

  Luciano: Jackie para qdo é sua tese de mestrado? qual o prazo q ainda tem?

  Alcides: Jac vc tem que partir do mundo para o Brasil e asim ir fechando sua tese

  tadeu: neese caso perguinte ao pessoal do CQH aqui de São Paulo. No site também tem um link para eles. Fazem parte da APM Associação Paulista de Medicina

  Alcides: Posto que vc não esta a procura de ERV em seu hospital

  jackeline: Tadeu, você acha melhor especificar um determinado setor?

  Alcides: Vc tem que definie metodologias jac

  tadeu: qual é seu prazo?

  jackeline: Luciano, o prazo que tenho é de menos de dois meses, pois mudaram de uma hora pra outra, daí a minha correria!

  Alcides: Setores onde a probabilidade de encontrar ERV seja maior

  Luciano: Aliás, a metodologia é o ponto mais crítico de qualquer tese. Se não defini-la antes, corre o risco do trabalho todo ser perdido.

  Alcides: O que foi mudado?

  Alcides: Exato Luciano

  Luciano: Jac, porque esssa mudança subita para um prazo tão curto?

  jackeline: São as unidades de terapia intensiva

  Alcides: Todos dA SALA PERGUNTEM RSS

  jackeline: O trabalho seria um manual de infecção hospitalar, mas na última hora não foi aceito

  Alcides: UTI é por ai jac

  tadeu: estamos tentando ajudar a Jackeline

  tadeu: e daí virou VRE?????

  Luciano: Não foi aceito o projeto inicial e vc está matriculada há qto tempo, Jackie?

  Alcides: Vc estava tentando isolar o ERV/

  jackeline: eu agradeço a ajuda de todos, mas confesso que estou lutando contra o tempo.

  tadeu: que tal só uma revisão de literatura?

  tadeu: e os dados brasileiros que vc conseguir obter a partir das CCIH ou secretarias de saúde?

  Luciano: É isso mesmo, agora não dá nem pra cogitar em trabalho experimental, so revisão da literatura mesmo.

  Alcides: O que seu orientador lhe diz?

  jackeline: Um ano e meio. A história é meio complicada. Tenho que cumprir o solicitado, pois se trata da primeira turma de mestrado em educação. Como estou quase no final, preciso conseguir.

  tadeu: se não encontar nada, isso já é um trabalho interessante. Ou seja o problema existe e nos ainda não consolidamos para verificar sua extensão

  jackeline: Estou fazendo uma pesquisa descritiva, mas gostaria de ir citando estudos, acho muito importante para embasar o trabalho. Estou certa?

  Alcides: É universidade particular?

  Luciano: Não se rejeita o projeto de uma tese em andamento há 18 meses, para exigir um tema muito mais complexo. Isso não faz sentido.

  tadeu: Zé Elias, vc confirmou também a aprticipação do Carlos e do Celso?

  tadeu: concordo com vc Luciano

  jackeline: O tema não foi escolhido pelo orientador, procurei escolher um tema que fosse novo, diferente. A culpa não foi dele.

  Alcides: Jac tenho uma Tese de Doutorado de uma colega Dra Zanella sobre Enterococcus pela Paukista de Medicina

  Alcides: Ela é Biomédica e de grande capacidade

  Luciano: Jac, eu pegaria essa proposta do Alcides... usar a tese de doutorado como base, pois é um trabalho experimental inédito, por ser para doutorado.

  jackeline: Você tem como me enviar?. No próximo sábado já tenho que levar muitas páginas sobre o assunto, mas ainda falta muito

  Alcides: Tb é mimha bibliograqfia

  Alcides: Me mande um email ok

  jackeline: Alcides, então me diga qual é e como encontrá-la.

  Luciano: e uma tese de mestrado pode se basear numa de doutorado, anterior. Não precisa ser inédita.

  jackeline: Alcides, vou lhe mandar um e-mail hoje mesmo para você não esquecer de mim.

  Alcides: Jac lhe envio a Tese

  jackeline: Obrigado, Alcides.

  Luciano: Alcides, vc a tem em arquivo do Word, p.ex.?

  Alcides: Luciano o in;edito não é relevante e sim sua importancia cientifica

  Luciano: Isso, mas para doutorado exige-se o inédito, mas para mestrado, não.

  Alcides: Sim tenho Luciano

  Luciano: Excelente, Alcides, aí é só mesmo mandar anexado para ela.

  jackeline: Luciano, obrigado por tudo também!

  Alcides: Inedito tem que ser o tema e não o objeto

  Luciano: Jackeline, de nada... mas não deixe de pesquisar pelo Medline, PubMed e portal periodicos Capes, q vc encontrará material por lá também.

  Luciano: Isso, Alcides, é isso mesmo.

  jackeline: Se alguém tiver informação sobre a importância da educação, agradeço muito!

  tadeu: gente tive uma emergência por aqui mas voltei

  Luciano: No portal da Unifesp, tem tb uma lista de publicações de acesso integral gratuito, é possivel encontrar algo por lá tb

  Luciano: www.unifesp.br

  tadeu: Jackie, envie um E-mail para mim ccih@ccih.med.br para poder mos continuar o assunto a judá-la sair desse enrrosco

  Luciano: na homepage tem o link para essa lista

  jackeline: Quem depois quiser me ajudar com mais alguma informação, o meu e-mail é deuceir@aol.com

  Luciano: anotado, Jackeline

  Alcides: Ok Jac

  tadeu: força ai Jackie e torcemos por vc anotamos

  jackeline: Tá bom Tadeu!, eu agradeço muito o seu interesse.

  Alcides: A microbiologia de qualidade começa na coleta

  tadeu: eu acho que todos aqui no chat tentaram ajudá-la a resolver esse problema

  Alcides: Por isto o microbiologista tem que saber flora normal

  jackeline: Um grande abraço para todos e muito obrigado pela força! Na próxima semana, estarei novamente na sala de bate- papo! Boa noite a todos!,Espero que vocês não sonhem com o VRE!

  Alcides: Farmacos

  Alcides: E sitos mais adequados de coletas

  Luciano: Jackeline, boa noite e boa sorte!

  Alcides: Jac eu sonho todos os dias rss

  tadeu: volte sempre Jackie, foi bom contar com sua presença e divulgue nosso chat a seus amigos e colegas

  tadeu: Pois é Alcides, tentei fazer um chat mais genérico e voltamos ao VRE.....

  Alcides: Legal Tadeu

  tadeu: bem pelo menos vc soube que não está sozinho nesses "pesadelos"

  Alcides: É verdade e que pesadelossssss rs

  tadeu: confiamos no esforço e idela de vcs Jackie e Alcides

  Alcides: Pois minha pesquisa é interventiva

  Luciano: Durante alguns anos, o meu pesadelo (literalmente) foi o vírus da Raiva...

  Alcides: E não 'so bibliografica

  jackeline: vou me retirar para continuar a minha pesquisa. Boa noite a todos

  tadeu: volte sempre e conte conosco, nem que seja só com a solidariedade

  tadeu: boa noite

  Luciano: boa noite

  tadeu: Alcides, vc viu só? até que tivemos um bom IBOPE do chat mesmo concorrendo com jogo da seleção brasileira.

  waib: micro é sempre ibope tadeu

  Luciano: A seleção estava jogando?? Nem sabia... rsss

  Alcides: Vc acha Tadeu?

  tadeu: acho que sim

  Alcides: Mas pouco falei do muito que tinha planejado

  Alcides: Elaborei uma verdadeira aula Tadeu

  tadeu: chat é sempre assim Alcides, é bem diferente de uma aula. depende muito de como vão surgindo as dúvidas e sempre fica a sensação que faltou muito a falar

  tadeu: teremos outros chats sobre microbiologia e sempre contamos com vc

  tadeu: mas diga mais algumas coiusas que vc planejou falar pra gente

  Luciano: Waib, pvt

  Alcides: Falando sobre Resistencia,esterelização,metodos de coleta,etc rs

  tadeu: o que vc ia abordar sobre esterilização?

  Alcides: Esterilização pouco lembrada e de grde importancia

  tadeu: diga então

  Alcides: A micro como controlador de esterelização nestes setores

  Alcides: Aqui em Salto em 1996 tivemos um surto

  Alcides: Por estafilococos aureus

  tadeu: relacionado ao que?

  tadeu: vc já respondeu....

  Alcides: E tivemos que suspender cirurgias eletivas

  tadeu: tinha portador na equipe?

  Alcides: Pois bem a autoclave do setor de esterilização

  Alcides: Não Esterilizava

  Alcides: E isto descobri com o teste do esporo de Bacilus steqrotermophilus

  Alcides: E tb a disposic'~ao dos pacotes dentro da autoclave estavma inadequados

  Alcides: Então decidimos fazer educação em servicó

  tadeu: ai uma prova da importância da micro e sua interção com CCIH e demais setores do hospital.

  Alcides: Para todos os profissionais do Hospital

  tadeu: Mas antes da minha última pergunta, eu gostaria de saber como vc foi dai direcionando seu trabalho para a CCIH, interagindo com a microbiologia

  Alcides: Primeiro como componente da CCIH

  Alcides: Criada na época por força de lei

  Alcides: Eu e um colega infecto montamos a CCIH na epoca aqui no Hospital Municipal

  Alcides: Tive um participação muito ativa

  Alcides: Foram 8 anos entre micro e CCIH

  tadeu: é muito bom quando CCIH e microbiologia conseguem estabelecer parcerias

  Alcides: O contato com pacientes e setores traz uma lic'~ao nova a cada dia

  Alcides: Quem ganha sempre é o paciente

  Alcides: Enfim amo o que faço

  Alcides: E por isto acabo ganhando alguns inimigos

  tadeu: com a CCIH a micro estabelece uma boa ponte com os profissionais de saúde e com a microbiologia a CCIH estabelece uma ponte com os microrganismos

  tadeu: tudo em prol da qualidade assistencial e dos pacientes

  tadeu: mas ganha amigos também

  Alcides: Sim semduvida

  tadeu: quero deixar vc livre para colocar suas palavras finas deste chat, agradecendo sua participação e de todos os colegas que mesmo competindo com jogo do Brasil, participaram

  Alcides: Agradeço a vcs pela paciencia e o tema microbiologia não se esgota

  Alcides: Espero ter colaborado com os colegas abraços

  tadeu: continuamos contando com sua colaboração e semdíuvida torcemos muito para seu sucesso profissional e na tese de doutorado

  Alcides: Tadeu sempre em mente Microbiologista coisa seria tem que ser Biomedico,Patologista ou especialista

  Alcides: Devo defender até meio ano proximo 2005 se Deus quiser

  tadeu: mantenha-nos informados e se pudermos vamos prestigiar sua defesa.

  Alcides: Obrigado Tadeu,Luciano,Gustavo ,BB e Waib

  Alcides: Boa Noite a todos fui

  tadeu: gnete, semana que vem faremos um chat para apoio`ao trabalho do módulo. Esperamos todos novamente por aqui e obrigado Alcides pelo apoio a mais este chat.

  tadeu: fui gravar....